Papo de Tokufã com Carine Cristiane


ORE SANJOOOOU!Olá galera tokufanática!
Está chegando aqui mais um papo de tokufã, uma das sessões mais prestigiadas pelos tokufãs leitores do nosso blog. Gostaria muito de agradecer o imenso carinho dispensado a nós em todas as matérias já postadas no aqui, todas as vezes que visualizamos os comentários dos amigos leitores nos enche de animo para continuar com ele no ar. 

Fora as nossas matérias sobre os heróis japoneses, temos o prazer em saber como é o Tokufã Brasileiro, o que gosta o que assiste o que marcou ontem, hoje e sempre a sua vida através dos tempos. Só conseguimos isso graças à confiança de vocês no nosso trabalho, é conversando com você e compartilhando essa experiência com os demais leitores. Hoje vamos dar um novo horizonte a nossa sessão, focando no seriado que o tokufã está acompanhando atualmente.

Na sessão de hoje escolhemos o clássico Kamen Rider Black como tema para o novo formato do Papo. E quem vai bater esse papo nostálgico conosco será a nossa querida Tokufã Carine Cristiane.
E contamos também com uma participação mais do que especial Taty de Sousa do Blog Tatisatsu e do nosso novo colunista Alexandre Pytel, que também deixaram suas perguntas para a nossa entrevistada. Desde já agradecemos a confiança da Carine assim como, a dos tokufãs que já passaram por essa sessão e que futuramente passarão por aqui também. 

Lembrando aos nossos leitores que aqui no blog tem uma matéria muito bem escrita pelo nosso companheiro Venâncio Souza sobre o Black Kamen Rider, que com certeza vai enriquecer ainda mais a sua paixão pelos seriados japoneses. Quer ler? Deixarei o link no final dessa entrevista. Então fique conosco, boa leitura e vamos lá conhecer um pouco da nossa amiga Girl Power!


TOKUFORCE: Como foi pra você fazer parte de uma geração tão especial vivida na saudosa década de 80-90?

CARINE: Viver nesta época creio que foi sorte, foram tantas emoções vividas por causa dos heróis tanto que eu assisto até hoje e estou sempre revendo, nunca me canso e acreditem ainda me emociono choro vendo os episódios das mortes de alguns heróis, mesmo sabendo que no próximo episódio eles vão ressuscitar. Lembro que a primeira vez que vi a morte de um Toku foi à do Jiban e que chorei até, nem dormi a noite, fiquei arrasada. Na escola, no outro dia eu pulei, gritei, fiz um escarcéu quando vi voltar à vida foi uma época inesquecível, tenho orgulho de fazer parte desta geração.

TOKUFORCE: Descreva pra gente o motivo pelo qual os principais seriados tokusatsu dessa época despertaram sua paixão até hoje.

CARINE: O motivo pelo qual os adoro ainda hoje é porque eles são a melhor lembrança da minha infância, tive uma infância muito difícil, fui tirada da minha casa e obrigada a viver longe dos meus pais de criação, em casa de estranhos, e com eles aprendi a ter coragem, aprendi a não me abalar com as dificuldades, a não perder as esperanças que um dia tudo passaria e eu voltaria para minha terra e para os meus pais. Assistir tokusatsu era a única alegria que eu tinha na vida, a cada episódio me renovava à coragem e tudo o que aprendi em termos de caráter foi com eles. 


TOKUFORCE: Jaspion se eternizou desde sua aparição na TV. brasileira até hoje. Mesmo com novas séries sendo prestigiadas atualmente. Na nossa época, fora do tokusatsu tínhamos muitas referencias como filmes de ação com Van Damme, Stalonne, Karatê Kid, filmes do tipo ghostbuster, de volta para o futuro e companhia. Boa parte desses elementos está presentes nos seriados japoneses e sempre estimulava as crianças a brincarem de luta, ser uma Sayaka, uma Anri, uma Lady Diana, um Red Flash, um Change Dragon, um Jaspion. Como você vê essa época e quem você gostava de ser na sua infância ai no sul?

CARINE:  Bom, não passei esta época aqui no RS. Morei em Curitiba nesta época entre 1988 e 1991, foi quando conheci os tokus na verdade passava na Manchete o Jaspion que foi o primeiro que assisti, e por isso é tão especial pra mim.

Nossa! Eu costumava imaginar histórias em que eu mesma sendo salva pelo Jaspion ou pelos outros tokus (risos), eu viajava muito, mas, era muito divertido. Eu me imaginava sendo a Change Mermaid, a Anri, a Yoko de Jiban e mais tarde eu amava brincar de Lady Diana. Não me apegava muito em filmes nessa época, minha atenção era exclusivamente para os tokusatsus mesmo. Até os desenhos da época eu assistia e gostava, mas nada se comparava a minha paixão pelos tokusatsus. Nossa eu amava mesmo e os amo até hoje. Sou muito zuada e criticada por gostar até hoje, mas nem ligo, eles me ensinaram muitos princípios morais que carrego até hoje e acho que isso faz falta para os jovens de hoje em dia. Heróis que passem este aprendizado de: honra, caráter, dignidade, amor ao próximo, acreditar nos nossos sonhos e lutar por eles eternamente. Foi uma época mágica e inesquecível para mim.


TOKUFORCE: Antes de entrarmos nas perguntas temáticas, gostaria de saber de você o que você vem achando dessa nova fase dos tokusatsus no Brasil como a volta de series exibidas aqui pela manchete e das atuais nos sites de Streaming que estão disponibilizando um volume muito satisfatório de tokusatsu em sua programação?

CARINE: Bom, eu não acompanho muita coisa dos novos tokusatsus, no caso não tenho estas novas séries em DVD na minha casa, tenho mais as antigas mesmo. Porém conheço um pouco pela internet e acho que são ótimas no geral, acredito que faria sucesso se viesse a passar em canal aberto como na saudosa e extinta Manchete. Eu com certeza assistiria.






PERGUNTAS TEMÁTICAS SOBRE A SÉRIE KAMEN RIDER BLACK


TOKUFORCE: Segundo a concepção de Shotaro Ishinomori, Kamen Rider Black era originalmente parte de uma organização do mal. Para o criador da franquia Rider Kotaro, melhor, Issamu Minami foi criado sob essas circunstâncias não muito comuns, já que poucos heróis. Como você analisa esse herói que luta contra o mal tendo que se vestir de preto para defender a terra?

CARINE: Ele de fato foi criado para disputar com Nobuhiko o lugar de imperador secular dos gorgons e dominar a terra pra eles. Porém, por conta do arrependimento do pai no último segundo, onde ele ajudou na fuga de Issamu antes que lhe apagassem a memória. E assim ele decidiu lutar contra os gorgons em favor da humanidade. Achei perfeita a história, ficou muito bem bolada.

TOKUFORCE: Conte-nos um pouco o que mais a chama a atenção nessa série, e por que ela é tão especial para você?

CARINE: Eu acho que o ponto forte é o drama vivido por Issamu Minami, por não conseguir salvar o irmão a quem tanto amava. E pior, sabendo que teria que travar uma batalha de vida ou morte com ele, da qual fugiu tanto quanto pode, é especial para mim porque foi o primeiro Rider que assisti, mostra o quanto nós seres humanos podemos ser corrompidos pela ganância, já que o próprio pai vendeu seus filhos aos sacerdotes de Gorgons, muito triste.

TOKUFORCE: Em comparação com as séries Black e RX. Qual você considera a melhor e por quê?

CARINE: Entre Black e RX prefiro Black, por ser uma série mais forte, dramática e emocionante.

TOKUFORCE: Ainda comparando as duas séries, notamos uma diferença na personalidade de Issamu Minami. Em Black ele é mais sério, um pouco pelo drama que ele vivia com seu irmão Nobuhiko. Já em RX, ele sempre está alegre e muito divertido talvez pela dor de não ter salvado o seu irmão. A partir do seu ponto de vista, qual seria a sua verdadeira personalidade, aquele Issamu sério e emotivo de Black ou o Issamu alegre e extrovertido de RX?

CARINE: Eu creio que o Issamu mais sério de Black. Acho que em RX ele adotou aquela postura mais sorridente para disfarçar a dor que carregava no peito por ter matado o irmão,assim como a separação dele com a Kyoko e a Satie, que eram a única família que ele tinha.


TOKUFORCE: Como foi para você assistir o episódio “A MORTE DE KAMEN RIDER” um dos momentos mais marcantes e que ainda emociona grande parte dos tokufãs em todo mundo?

CARINE: Nossa foi muito triste quando assisti pela primeira vez, foi cruel, quase morri chorando. Confesso que ainda hoje choro quando revejo este episódio, mesmo já sabendo que ele volta à vida no episódio seguinte com a ajuda do monstro baleia. A emoção é inevitável pra gente que somos tokufãs.

TOKUFORCE: A pergunta é sobre Taurus. Depois de tomar posse do Sabre Satã, o vilão teve tudo para derrotar Shadow Moon ainda em formação e prestes a ressuscitar. Porém, deu preferência em capturar Kyoko na base Gorgom e desafiar Black. Como sabemos Taurus foi derrotado por Shadow Moon, Black teve tanto trabalho em derrotar o vilão que aquilo que era impossível para o herói, foi fácil para Shadow Moon. Como você analisa a trajetória de Taurus no seriado?

CARINE: Pois é ele foi um inimigo bem poderoso, o segundo mais forte depois de Shadow Moon, quase derrotou o Black. Na verdade, acho que foi por causa da espada que ele Nobuhiko o derrotou com facilidade, com certeza foi por causa do Sabre Satã, creio que sem ela não derrotaria Taurus assim tão fácil não.

TOKUFORCE: Após treze luta, Kamen Rider Black começava a lutar contra monstros mais resistentes aos golpes INSECTUS (Rider Punch) e LOUVA DEUS (Rider Kick), marcado pela batalha contra o monstro Câncer. Futuramente enfrentaria o espadachim TAURUS, até suas últimas jornadas antes de derrotar o grande rei. De todas suas técnicas apenas duas foram aperfeiçoadas, não seria muito pouco para um Kamen Rider?

CARINE: Então, pelo que lembro foi apenas um golpe que foi aperfeiçoado, no caso o golpe insectus, a menos que eu tenha esquecido. E eu não acho poucos os golpes do Black, pelo contrário, mas acho que ele deveria ter uma espada. Seria mais justo, já que seus principais inimigos (no caso Shadow Moon e Taurus), usam espadas e deram muito trabalho ao Black, ele passa por apuros por causa dessa arma antes de ele próprio usá-la para derrotar o grande rei.


TOKUFORCE: Dunker, Baraom, e Pérola, para você qual foi à morte mais impressionante dos três sacerdotes de gorgon?

CARINE: Com certeza a morte da Pérola. Achei bem dramática já que ela se mostrou capaz de sacrificar-se para que Shadow Moon pudesse derrotar o Black. Porém, ficou extremamente magoada e surpresa quando viu que ele não hesitou em sacrificá-la, na tentativa de destruir Black. O que acabou sendo frustrada e somente ela morreu.


TOKUFORCE: Apesar de muitas pessoas considerarem Kamen Rider Black RX inferior a Kamen Rider Black, não dá pra negar que ela foi uma série inovadora na franquia por ter sido a primeira a apresentar formas alternativas para um Kamen Rider, fato utilizado em outras futuras séries da franquia. Dentre todas as formas que Issamu já teve desde o seu surgimento (Black, RX, Bio Rider e Robô Rider), qual delas é a sua preferida? Por que você tem essa opinião?

CARINE: BHA! Eu ainda prefiro a do Black, achei show às transformações do RX sem dúvida foi inovador, porém, Black é uma série mais séria, meio sinistra e até dramática. Este último item faz toda diferença na série toda. Pra mim no geral Black supera o RX.


TOKUFORCE: Comparando os inimigos de ambas às séries, Gorgon e Império Crisis, qual dos dois grupos você considera o mais bem estruturado e ameaçador? Justifique sua resposta com fatos da série.

CARINE: Nisso acho que foi o grupo de RX, porque era um grupo bem maior de comandantes e todos tinham um contingente bem grande de monstros e robôs, e eles próprios eram muito poderosos. O RX teve certa dificuldade em derrotar seus comandantes. Já o Black derrotou os sacerdotes com certa facilidade. Então opto pelos vilões de RX, como sendo os mais fortes.

TOKUFORCE: A verdadeira identidade do Grande Imperador Crisis te surpreendeu ou você já desconfiava que fosse o Dasmader?


CARINE: Não jamais suspeitei, foi uma surpresa para mim.

TOKUFORCE: Agora uma pergunta muito fácil de responder. Como todas as séries tokusatsu nos ensinam inúmeras lições e valores importantes para crescermos como seres humanos. Quais foram às principais lições que as séries Kamen Rider Black e RX trouxeram para sua vida?

CARINE: Bom, em Black acho que a mensagem principal era o valor da família, toda a série era em torno do sofrimento causado pela separação do Issamu e do Nobuhiko, no caso irmãos. Já em RX, acho que a maior mensagem é a esperança. Não desanimar nunca, por maior que sejam seus problemas, enfrente-os com garra e esperança que tudo vai acabar bem

TOKUFORCE: Como você encarou a participação do ator Tetsuo Kurata nas produções atuais da franquia Kamen Rider, inicialmente na série Kamen Rider Decade revivendo seu personagem Kotaro Minami (Kamen Rider Black e RX) em 2009, nos episódios 26 e 27, e logo depois nos filmes comemorativos?
CARINE: Bom, eu só o vi em Decade, não vi os outros, porém foi muito emocionante pra mim revê-lo como Issamu Minami em Decade depois de tantos anos. Muito show.

TOKUFORCE: Em sua opinião, quais foram os episódios mais dramáticos (em Kamen Rider Black) e mais emocionantes (em Kamen Rider Black RX)? Após mencioná-los, explique o motivo de suas escolhas.

CARINE: Mais dramático foi à morte de Kamen Rider, nossa foi horrível porque ele não se sentia capaz de lutar contra o irmão, e pior de matá-lo. Foi dramático. Em RX teve mais de um episódio emocionante, eu achei muito show aquele episódio em que ele achou a Hitomi, que tinha morrido, nossa eu chorei junto com ele. E depois a morte do Shadow Moon depois dele ter ajudado o RX, também foi muito triste. E por fim a parte final do issamu com Shadow Moon nos braços foi muito emocionante.

TOKUFORCE: Como telespectadora, como você encarou na época a não exibição do último episódio de Kamen Rider Black-51- O Último dia de gorgon?

CARINE: Poxa foi frustrante demais. Eu fiquei muito triste. Nossa! Tamanha foi minha alegria quando pude comprar a série agora depois de adulta e vê-la toda.

TOKUFORCE: De que forma você encarou a sabanização da série Kamen Rider Black RX transformada em Masked Rider pela empresa Estadunidense Saban Entertainment, em 1995? Chegou a conferir algum episódio? O que pensa a respeito?

CARINE: Não faço idéia, pois nunca assisti.

TOKUFORCE: Sobre Shadow Moon, na série ele sempre esteve preocupado em vencer o Black, para ocupar o posto de imperador secular, mas ao mesmo tempo, sempre disse querer salvar suas irmãs, Kyoko e Satie. Em sua opinião, mesmo estando transformado ele ainda tinha algum sentimento por elas?

CARINE: Sim acho que ficou bem claro que ele se lembrava delas tanto que tentou convencê-las a passar pro lado dele. Na verdade acho que ele tinha lampejos de memória que iam e vinham, porque às vezes ele se importava com elas e em outras não. O mesmo vale pro Issamu, ele queria destruí-lo, mas, fugiu do confronto por um bom tempo. E mesmo quando já havia vencido o Issamu no episódio da morte do Black, ele não conseguiu arrancar o Kingstone quando ele voltou a ser o Issamu. De certa forma, acho que no fundo ele amava o irmão assim como as gurias.

TOKUFORCE: Ainda falando em Shadow Moon, ele até hoje é considerado um dos melhores vilões do tokusatsu. Qual sua opinião sobre ele? Concorda ou discorda dessa afirmação?

CARINE: Concordo claro! Ele é de fato um dos melhores vilões pra mim. Ele é o segundo melhor depois do Macgaren, ele luta muito e aquela armadura (Bha!), é muito linda. Eu confesso que torci muito para que ele recuperasse a memória depois que o Black o venceu, e que se juntasse a ele para derrotar o grande rei. Eu acho que ficaria um desfecho perfeito. Sem dúvida ele é um grande vilão.

TOKUFORCE: Pra terminar, vou fazer outra pergunta sobre os sacerdotes de gorgom, Baraom, Dunker e Pérola. Eles quase morreram ao dar suas pedras com o objetivo de dar vida ao Shadow Moon. O que você achou da metamorfose dos sacerdotes?

CARINE: Bah! Acho que ficou show depois da metamorfose. Ficaram muito mais fortes, e o visual, apesar de bizarro, eu curti muito. Também sem contar que começaram a ser muito mais úteis pra causa deles á partir daí. Ficaram fortes e poderosos dando muito trabalho ao Black. Foi difícil vencê-los, menos a pérola que acho que foi uma luta mais fraca em comparação aos outros dois, mas, ficou show.

TOKUFORCE: Deixe sua mensagem para o Blog Tokuforce.


Bom gostaria de dizer que acho show este Blog, pois, está sempre dando notícias sobre o mundo tokusatsu, contando as novidades, pra gente ficar bem informado. E achei muito legal estas entrevistas com os tokufãs, onde ficamos conhecendo a opinião pessoal das pessoas sobre os nossos heróis. Eu fiquei extremamente feliz e honrada com o convite. Muito obrigada!

E esse foi mais um Papo de Tokufã moçada! Quem sabe o próximo pode ser você caro leitor.

Link da matéria Kamen Rider Black: Review - Kamen Rider Black

Compartilhe essa matéria nas suas redes sociais.  


Por: Admilton
                                                 

3 comentários:

  1. Muito bom, é sempre bacana ver a opinião de outras pessoas referente a uma ou mais séries que a gente curte, ótima entrevista.

    ResponderExcluir
  2. Gostei da entrevista gosto muito de ler o Papo de Tokufã ficou fantástica essa entrevista

    ResponderExcluir
  3. já deu pra ver que ela só viu o black e o rx

    ResponderExcluir