This is default featured slide 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

De fã para fã: A importância do Tokusatsu em minha vida pessoal!

Fala meus amigos Tokufãs! Uma boa noite para todos vocês!
Peço licença para compartilhar um texto pessoal que escrevi a um pouco mais de 5 anos, onde falo de uma forma simples um pouco do que os Tokusatsu já representavam para mim desde aquele tempo.
Este texto estava escrito em um caderno que acabei encontrando por acaso. Estava bem velho devido ao tempo que estava guardado, e esperava divulgá-lo quando finalmente tivesse a chance de fazer parte de algum Blog ou site, por isso deixo registrado aqui o meu agradecimento ao meu grande amigo Admilton, que me deu esta oportunidade, e agora posso compartilhar este texto com todos vocês Tokufãs, que com certeza também já tiveram grandes momentos assistindo estes seriados. Muito obrigado a quem ler e se possível, nos conte também a sua história com o Tokusatsu, pois como diz a nossa amiga Tatiane de Souza do Blog Tatisatsu: "Momentos marcantes são eternos..."

Crédito da imagem: Blog kyoemptyspace
“Esta é uma pequena homenagem que presto ao Tokusatsu. Algo de muito valor e importância para mim, e claro a todos estes fantásticos heróis Japoneses, que viverão para sempre no meu coração”.

UMA LIÇÃO DE VIDA...

Toda criança tem um herói em sua vida, um personagem que guardamos no coração e vivemos a vida se esforçando, com o objetivo de sermos como ele; forte e determinado. Com isso, muita gente viveu e cresceu sendo influênciados por esses personagens. Isso de certa forma, ajudou muitas pessoas a "crescerem" como seres humanos, e muitos Brasileiros que viveram nos anos 70, 80 e 90, com certeza teve pelo menos um herói Japonês em sua vida.

A saga destes grandes heróis, chama-se “Tokusatsu” que traduzindo a risca, significa “Filmes de efeitos especiais”. No entanto, para nós, este nome tem um significado muito maior, pois mostra histórias diferentes se comparado a outros heróis. Aqui temos uma realidade em meio a ficção que muitas vezes conseguimos identificar até mesmo com a nossa vida pessoal. Estes heróis muitas vezes são manipulados pelo destino, tendo até mesmo que lutar contra pessoas importantes em suas vidas. Se sacrificam em prol da paz no universo, são traídos pelas pessoas ao seu redor, muitas das vezes por preconceito e desconfiança. Arriscam suas vidas e protegem a todos, até mesmo seus próprios inimigos.
Todas estas características e mensagens de amor e justiça, nos fizeram crescer com um pensamento semelhante aos destes heróis que superam toda a dor de serem “diferentes” e lutam até o fim sem jamais desistir. O Tokusatsu, com toda certeza é uma lição de vida para muitos. Por este motivo que muitas pessoas, assim como eu, tem estes personagens como os heróis das suas vidas até os dias de hoje.



A IMPORTÂNCIA DO TOKUSATSU NA MINHA VIDA PESSOAL...

O Tokusatsu sempre fez parte da minha vida desde a minha infância, porém a muito tempo 
essas séries se distanciaram da TV aberta, e com isso também acabei ficando muito tempo sem acompanhar uma série deste gênero. Voltaria apenas no ano de 2007, quando estava com 14 anos de idade, e pude voltar a acompanhar estas maravilhosas séries graças aos colecionadores e fãs que disponibilizavam muitas delas pela internet. A primeira coleção de DVDs que me recordo ter conseguido, foi da série Kamen Rider Black, que até então, não havia assistido ainda até o seu final. Com o passar do tempo fui aumentando minha coleção e assistindo mais e mais séries, clássicas e atuais. E posso dizer que minha admiração e amor por estas produções foi aumentando a cada dia.

Kamen Rider Black, foi a série que mais me cativou e chamou a atenção, assim como a que mais me ensinou e também, em muitos momentos, me emocionou. Por este motivo, a tenho até hoje como uma de minhas séries favoritas e de maior influência na minha vida. A série exibida aqui no Brasil no início dos anos 90 ainda pela extinta Rede Manchete, contando com 51 episódios, contou a vida conturbada de Issamu Minami (Kotaro, no original) que sempre viveu feliz junto de seu Pai e irmãos de criação; Nobuhiko Arkizuki, Kyoko e Satie (Katsumi, no original). Ao completarem 19 anos, os dois irmãos são raptados pela organização Gorgom e submetidos a uma operação mutante para serem transformados nos imperadores seculares, Black Sun e Shadow Moon, respectivamente.
Por sorte, Issamu consegue fugir, no entanto seu irmão não tem a mesma sorte e é transformado no príncipe das trevas. Logo, Issamu também descobre que seus verdadeiros pais foram mortos pelos Gorgons e assim como o seu pai de criação que chega a morrer em seus braços. Ele se volta contra a organização maligna e então começa todo o drama que envolve o seriado, pois como Kamen Rider se vê obrigado a lutar até a morte contra o seu próprio irmão para que assim o sol voltasse a iluminar o nosso mundo. Kamen Rider se sacrifica em nome da terra e de todos os seres vivos. Na minha opinião, um dos momentos mais emocionantes da história do Tokusatsu. 
E são muitos outros momentos marcantes e emocionantes desta história que realmente nos surpreende, pois você consegue enxergar uma humanidade muito grande nos personagens, e as mensagens que essas séries tentam nos passar, é de que nós devemos lutar até o fim pelos nossos ideiais, sem jamais pensar em desistir e proteger as pessoas importantes de nossas vidas, assim como preservar tudo aquilo que possui vida no universo, não importando a aparência, raça e muito menos a cor da pele, devemos olhar apenas o coração.



UMA VISÃO ALÉM DO ALCANCE...




É uma pena mas desde os primórdios do Tokusatsu é notável um grande preconceito por parte de muitas pessoas que muitas das vezes julgam como algo infantil e sem sentindo, claro por não saber a sua real essência e também por não conseguir enxergar o Tokusatsu mais a fundo. Quando as pessoas assistirem essas séries não apenas pelas batalhas épicas que são mostradas, mas também enxergando a construção dos personagens e as mensagens que são passadas, verás que o objetivo dessas produções, não são apenas lucrativos, mas também é uma forma de entretenimento, diversão, emoção e como já disse, um meio de transmitir mensagens positivas que podemos utilizar em nossa vida pessoal.

Mas, há pessoas que conseguem enxergar e entender esses valores e ensinamentos, que se formos avaliar são muito valiosos e importantes, e muitas pessoas já utilizaram isso como um escape para fugir da realidade e dos problemas rotineiros que em muitas vezes, dependendo da situação nos impedem até mesmo de sorrir. Este mundo de fantasia, no entanto nos ajuda a termos esperança e forças para continuar seguindo nossos sonhos, pois ainda que a vida seja dura demais podemos ter momentos de alegria e contentamento com as incríveis histórias e sagas desses grandes heróis.
Acho que esse é um dos maiores motivos do Tokusatsu ser tão importante não só para mim, mas como para a vida de muitos. Se todas as pessoas fossem capazes de entender toda essa filosofia, com certeza o Tokusatsu seria muito mais respeitado e teríamos um mundo melhor e com pessoas melhores, e não teríamos essas brigas e desentendimentos que normalmente vemos em diversos meios de comunicação e até mesmo em nosso dia a dia.

FINALIZANDO

Como grande fã e admirador de Tokusatsu e toda a riquíssima cultura Japonesa, não sei se poderia chamar isto de homenagem, já que se trata de um assunto de muito valor e importância em minha vida, acho que este texto, mostra apenas um pouco do que sinto a respeito dessas produções já que todo meu carinho e dedicação não poderia ser expressado apenas com poucas palavras.
Esta pequena homenagem também vai merecidamente para outros heróis, pois sem eles, nós não teríamos conhecido esta arte. São eles: Eiji Tsuburaya e Shotaro Ishinomori, e é claro a todos os produtores, roteiristas, diretores, atores e dublês. Enfim todos os envolvidos nesta cultura tão valiosa como o Tokusatsu, com certeza se não fosse por eles nada disso hoje existiria.
Portanto, vida longa ao Tokusatsu, que ele esteja sempre presente em nossas vidas para sempre! E que continuem nos dando força para seguir em frente e realizar nossos sonhos e objetivos. Continuem com os ensinamentos de paz, amor e justiça.
Que o Tokusatsu esteja sempre em nossos corações...

Para finalizar esta homenagem, colocarei aqui uma mensagem que me emocionou muito e a qual me identifiquei pelas palavras sábias ditas por um grande herói:

“Mesmo que sinta solidão, viva sozinho, não conte com os outros. Conte com a sua própria força e seja um Homem forte e corajoso, vencendo todas as barreiras...”



- Dan Shimaru – Lion Man 








Papo de Tokufã Especial: Graziele Lopes

Boa tarde Tokufãs!!!
Hoje o Blog Toku Force tem o prazer de trazer mais uma matéria da sessão Papo de Tokufã Especial, ao qual tem rendido muitas entrevistas bacanas ao longo deste ano de 2015. A entrevista que trazemos hoje, é com a nossa grande amiga e colaboradora do Blog Graziele Lopes, que todos nós conhecemos como Grazi. Esta entrevista foi realizada no nosso grupo Toku Force no Whatsapp onde tivemos um papo muito interativo com ela e os demais membros do grupo, onde todos puderam fazer algumas perguntinhas. Vamos então descobrir o que ela tem a dizer sobre Tokusatsu, e como foi as suas experiências com essas séries? 





Tokuforce: Como você define a tokufã Grazi Lopes?

Grazi: Completamente louca e apaixonada. Eu sofro com os personagens, me divirto com eles, pego bronca, odeio, amo, me apaixono, esteriotipo. Tudo com 400% de intensidade. Por que eu não assisto, eu participo com a série.

Tokuforce: Tem alguma série tokusatsu no qual tenha te marcado na infância?Qual seria ela?




Grazi: Marcado minha infância? Nossa difícil. Acho que nenhuma, passava tudo zuado. Eu só curto Tokusatsu por causa da insistência do meu irmão.

Tokuforce: Qual a sua franquia de Tokusatsu favorita?



Grazi: Nem eu sei, mas eu acho que é Super Sentai. Apesar de estar apaixonada pelos Garos infinitos, também curto Kamen Rider, os Ultras também são mara, acho que a que menos sou apaixonada é Metal Hero.

Tokuforce: Gaim Vs Ozu: O que você achou dessas séries e também pelo fato dos dois terem se transformado em monstros nos momentos decisivos de suas respectivas séries?




Grazi: Eu amei muito Gaim e Ozu, mas achei toda a temática, enredo e estrutura de Gaim melhor. Acho Ozu meio massante em alguns pontos, faltou alguns personagens que levantassem a série. Acho Ozu super regular, nada foi muito surpreendente, a ponto de ficar caraca velho, não creio, olha isso!




Tokuforce: Sobre a Franquia Ultraman, qual o seu ultraman favorito? 

Grazi: Não assisti muitos Ultras, só Hayata, Tiga, Mebius, Nexus, Max, eu acho que tem mais algum, mas não lembro. Desses, sem dúvida, o meu favorito é Mebius. A história é fantástica, o roteiro é incrível, eu amo os personagens. Divino.

Tokuforce: Ainda sobre os Ultras, o que mais lhe cativa na franquia?




Grazi: O que mais me cativa? Vejamos: A qualidade impecável da Tsuburaya é um super diferencial. Além da qualidade, gosto muito da movimentação que é bem diferente, gosto das equipes. Acho muito legal a parada dele não poder lutar pra sempre, aquela piscadinha.

Tokuforce: Falando em "equipe" na franquia Ultraman, qual é a melhor dos seriados que você já assistiu?




Grazi: Puts, eu gosto da equipe do Mebius. Por que tem de tudo: tem o carinha que grita, tem o chefe do cafezinho, tem a menina fofa, tem a amarela macho, tem o doutor monstro, tem até jogador de futebol. Guys é muito bom!

Tokuforce: Na Franquia Sentai quais super equipes você recomendaria para um novo tokufã?




Grazi: Acho q na franquia tem Sentai para todos os gostos, precisava ter uma idéia do gosto desse novo tokufã. Por exemplo, se ele gosta de um drama, recomendaria Jetman, Gingaman, Shinkenger ou até Toqger.


Tokuforce: Há quanto tempo vc e fã de Tokusatsu, e como foi o seu primeiro contato com essa cultura?

Grazi: Meu primeiro contato foi na infância, quando meu irmão tirava de Chiquititas para colocar em Winspector ou Jiraya. Anos depois, ele novamente, me apresentou algumas músicas e me contava sobre as séries. Na época a gente lia e buscava fotos e é isso, nem sonhava em assistir. Daí em 2004, achamos em uma locadora um VHS de Jaspion e Winspector. Eu pirei em Jaspion e Winspector. Daí começamos a pesquisar com mais afinco. Até que achamos um cara, que conhecia um cara, que traria Chageman, Flashman e Maskman (meu irmão pirava neles). Depois de muito pensar compramos primeiros 12 episódios dos Flashman em uma qualidade horrível, muito de ruim, os personagens são praticamente negros de tão ruim, um áudio de panela osso.
Daí os anos foram passando, meu irmão foi aprendendo a andar pela cidade e fomos conhecendo as lojas e adquirindo aos poucos, um pior que o outro. Pagando caro, só para constar. Daí descobrimos uma loja, chamada GTC, nem sei se ainda existe, e meu irmão ia lá buscar, quando eu digo ia, é por que essa loja ficava na liberdade, eram na época três horas para ir e três para voltar. Até que eu conheci o Shaishai (Tokusatsus Video Store) e minha vida virou um mar de rosas...



Tokuforce: Quais são os principais aspectos que te atraem em um tokusatsu e até que ponto certas coisas são aceitáveis? (Por exemplo, humor, drama, etc)



Grazi: Eu acho que se o roteiro couber tudo é aceitável, só não gosto quando está ali para encher linguiça, sem nenhum motivo aparente. 
Eu gosto muito de tudo, mas o que mais me atrai é saber que aquele seriado vai me passar uma mensagem sem nenhum tipo de apelação para isso, entende? Que vai falar de amizade, de amor, de ódio, de uma maneira leve e gostosa de saber.

Tokuforce: Tendo em vista que a extinta manchete deixou de existir e muitas pessoas foram privadas de contemplar a magia dessas séries maravilhosas, você acredita que nos tempos atuais o Tokusatsu ainda poderia ser aceito por essa geração dos tempos atuais? 




Grazi: Acho sim, os recentes. Acho que, na verdade essa geração anseia por isso. Como professora, percebo como a falta de um herói do dia a dia afeta a eles. Tokusatsu é diferente de heróis Marvel por exemplo, por que os heróis Marvel sempre lutam por motivos mega enormes, a maioria, é tudo tão grandioso que infelizmente nos afasta. Tokusatsu não, tem história tão próximas, tão reais, tão palpáveis. Ao mesmo tempo, tão surreais, que nos inspiram.

Tokuforce: Como todos nós sabemos, o Tokusatsu ficou conhecido por ser pioneiro em diversas tecnicas de efeitos especiais, como: Maquetes, pirotecnia e Suitmation. Hoje em dia, os tempos mudaram e muitos desses efeitos que são características do Tokusatsu, foram substituidos por CGs. Na sua opinião, essa evolução foi boa, ou acabou tirando um pouco a essência desses seriados?




Grazi: Não acho que os efeitos sejam a essência de fato. Os efeitos podem até ter influenciado, mas a essência é outra. Tokusatsu é esperança, acho que é essa a essência. Eles nos faz acreditar que vale a pena, vale a pena mais um dia. Que a humanidade não é tão tosca quanto parece. Uma das cenas mais emocionantes que me aparece agora é quando a equipe do Mebius volta pra salvar uns coelhos, arriscando a vida. Também acho que mostra isso quando a população acende uma luz para o Tiga, se eu não me engano.
Tokusatsu nos mostra que o mal está aí e está dentro de nós, mas que nós é que escolhemos pra onde vamos e como vamos. Na cena final, da morte do Ryuki ele fala que passou a luta inteira só querendo acabar com a batalha. Acho isso lindo. A ingenuidade que sempre é tão desprezada pelas mídias, em Tokusatsu tem uma grande força.

Tokuforce: Qual o seu personagem favorito em questão de personalidade e que mais se destaca na questão de ações em batalha?




Grazi: Nossa são tantos, em questão de personalidade eu amo muito o Gaku de Fiveman, a maneira como ele se dedica aos irmãos, como, não fica explícito, mas dá a entender que ele se esforçou para ajudar a criá-los. Acho fantástico.
Em ações de Batalha eu gosto muito de dois: O Kiva que luta esplendidamente incrível, adoro e o Shiba que eu amo vê-lo lutando. E o mais bonito é o Akashi, que é o que eu mais amo.

Tokuforce: Das Séries exibidas no Brasil, qual foi a melhor na sua opinião e qual outra série você gostaria que tivesse sido exibido e dublado aqui no Brasil ?




Grazi: O que eu acho o melhor, sem dúvidas é Metalder, mas o que eu mais gostei acho que foi Jaspion. Queria que todos tivessem passado aquii. Mas eu ia pirar muito se chegasse aqui, acho que é Blue Swat e GogoV.

Tokuforce: Já que você mencionou alguns dos metal heros, muitos foram fascinantes a história toda, porém, deixaram a desejar no final. Na sua opinião, quais foram os Metal Heros que você não curtiu os finais?




Grazi: Que eu não curto o final? puts Shaider eu acho que faltou ver o Sharivan e o Gyaban. E RX, por que achei desnecessário algumas mortes.

Tokuforce: Sobre o Toku Force, gostariamos de saber como você conhecou o Blog o que você acha dele, e também como foi para você poder integrar na nossa equipe ?




Grazi: Bem eu já conhecia o blog antes de tudo, no princípio da vida, havia lido algumas matérias e isso, depois fiquei mais por dentro no grupo do Shaishai, que daí eu conheci o povo e tudo mais. Eu gosto muito do blog, apesar de infelizmente não poder participar efetivamente. Acho a equipe super legal, adoro participar dela.

Tokuforce: Para encerrar, deixe uma mensagem para o Blog Tokuforce.

Grazi: Mensagem: Se beber, não dirija... Brincadeira, queria agradecer a amizade de vocês e o espaço para falar um pouquinho. E Deixar minha frase favorita, ou uma delas pelo menos, um trecho da abertura do Decade do lindo e Divo Gackt:
"On the road dare mo tabi no tochuu hontou no jibunjishin deau tame"
Na estrada da vida todos viajamos pelo caminho afim de encontrarmos nosso 
verdadeiro "eu".



E este foi mais uma sessão Papo de Tokufã! Gostaram da entrevista? Deixem um comentário para nossa entrevistada, e não deixem de compartilhar e continuar nos seguindo. Obrigado por nos acompanhar! 



Agradecimentos especiais aos membros que participaram dessa entrevista: Guilherme Vargas e Vinny Belmot. 

Review: Chouriki Sentai Ohranger, uma série vibrante do ínicio ao fim.

Boa noite a todos!

Como vão vocês amigos Tokufãs?
Sabem aquelas séries que assistimos por pura curiosidade e no final acaba se tornando uma das séries favoritas, rapidamente entrando no seu TOP 5 de Tokusatsus preferidos? Pois é, isso me aconteceu com a série Ohranger. Na verdade, a série visualmente sempre me chamou a atenção, e agora pude ter a oportunidade de assisti-lá do ínicio ao fim, com legendas em Português! A série me consquitou logo de cara por diversos motivos, e isso falarei aqui neste pequeno review que preparei para você que ainda vai acompanhar a aventuras desses heróis. Sem mais delongas, vamos ao que interessa e boa leitura!  























Chouriki Sentai Ohranger ou Esquadrão do Super Poder Ohranger, foi a 19ª série da franquia Super Sentai produzida pela Toei Company, indo ao ar pela TV Asahi entre 3 de Março de 1995 a 23 de Fevereiro de 1996, quando seria substituída por Gekisou Sentai Carranger. Posteriormente, a série se tornaria a 4ª temporada da franquia Power Rangers, que ficou conhecida no ocidente como Power Rangers ZEO.

A série contou com 48 episódios, um filme escrito por Shozo Uehara e mais um especial onde encontra o Esquadrão Ninja Kakuranger. Segundo algumas informações (rumores) que circulam pela internet, a série teria sido elaborada para comemorar os 20 anos da franquia, e com isso, teria um roteiro adulto e sério, onde o império das maquinas Baranoia seria mostrado como um verdadeiro grupo terrorista. De fato, isso é mostrado nos episódios iniciais, porém no meio da transmissão, ocorreu o incidente com Gás Sarin ao metrô de Tóquio (Este caso aconteceu no dia 20 de Março de 1995, o ataque ao Metro de Tóquio como também é conhecido, foi um ataque terrorista realizado por membros nacionais da Aum Shinrikyo. O ataque foi contra os trens que passavam entre Kasumigaseki e Nagatachō, o edifício onde se situa o Governo Japonês. Com a liberação do gás Sarin no metrô, 12 pessoas morreram e milhares de pessoas ficaram feridas. Esse foi o segundo maior atentado ao Japão desde a Segunda Guerra mundial).

Com isso, a Toei foi obrigada a mudar o roteiro para evitar conflitos, polemicas entre outros problemas. O roteiro então foi totalmente refeito com um tom mais leve e infantil, aumentando o número de Robôs e armas na tentativa de um maior número em audiência e vendas de Brinquedos. Apesar da baixa audiência que ficou em torno de 4,5 % (1,2% a menos que sua antecessora Kakuranger) a série teve um excelente número de vendas de produtos, sendo até hoje considerada uma das séries com maior número de vendas de Brinquedos da franquia.

ENREDO

Há 600 milhões de anos atrás, um Robô maligno conhecido como Bacchasfundo (Bacchus Wrath) criado por uma antiga civilização, causou caos e medo nos humanos. Ele foi vencido e despachado da terra pelo lendário guerreiro King Ranger. Nos tempos atuais, no ano de 1999, Bacchasfundo é revivido e forma um grande império de máquinas, chamado Baranoia que planejam exterminar a vida na terra e criar um novo mundo dominado apenas pelas máquinas. No entanto, um oficial chefe do U..A.O.H (United AirForce Overtech Hardware) Capitão Miura, descobre poderes de uma antiga civilização no continente de Pangaea, que havia construído uma pirâmide onde era gerado o poder Tetrahedron, enterrados a milhões de anos atrás. Miura então reúne 5 jovens oficiais com habilidades suficientes para herdar os poderes “Chouriki” das antigas civilizações e assim enfrentar o temível império das máquinas. Assim eles se tornam os Ohrangers, com poderes sobre-humanos, além de poderosos equipamentos e máquinas geradas pelo antigo poder. Mais tarde, é inserido um sexto membro no esquadrão, que nada mais é que o lendário King Ranger, que desperta nos tempos atuais para novamente enfrentar o império das máquinas e auxiliar os Ohrangers na luta.

PERSONAGENS

Gorou Hoshino / Oh Red : Interpretado pelo ator Masaru Shishido. Gorou é o primeiro dos oficiais a se tornar um Ohranger. Ele é um excelente líder e está sempre na linha de frente, mas sabe muito bem trabalhar em equipe e instruir os seus companheiros.  Sempre muito sério, ao lado do capitão Miura, ele também mantém uma postura de capitão, porém não deixa de ser carismático quando estão em momentos mais “tranquilos”. 



Yuuji Mita / Oh Blue: Interpretado pelo ator Masashi Goda. E o mais jovem da equipe e também o mais sonhador. Yuuji ama animais e crianças, e um dos seus maiores sonhos é poder destruir logo o Baranoia para que possa ter uma vida tranquila e poder arranjar uma namorada. Muitas vezes ele se mostra ser muito inexperiente, e por conta disso, toma muitas decisões precipitadas, mas mesmo assim, é um excelente guerreiro e grande aliado nas batalhas. 

Shohei Yokkaichi/ Oh Green: Interpretado pelo ator Kunio Masaoka. Este e o famoso personagem cômico e mulherengo da série. Shohei não resiste a nenhum “rabo de saia”. Além disso, ele é muito comilão e não dispensa um restaurante ou uma barraca com um bom “lámen”. Como soldado, ele sempre se mostrou ter uma grande força, e apesar de seus defeitos, é uma pessoa que possui um grande coração, e não pensa duas vezes se precisar se sacrificar em nome da amizade.


Juri Nijou/ Oh Yellow: Interpretada pela atriz Ayumi Asô.  Juri é o tipo de mulher “marruda”, além disso esbanja sensualidade. Ela também possui grande intelecto e é ótima em criar estratégias e disfarces para enganar seus inimigos. Além de ser muito vaidosa. Por ser mais velha, ela vê sua companheira Momo, como uma irmã mais nova, e apesar de algumas rivalidades, elas estão sempre juntas.


Momo Maruo/ Oh Pink: Interpretada pela atriz Tamao Sato. Ela é a flor da equipe. Sempre muito doce e delicada. Mas a sua beleza e delicadeza, não atrapalha em seu desempenho como guerreira e junto com Juri, elas formam uma grande dupla feminina. 




Riki/ King Ranger: Interpretado pelo ator Shõji Yamagushi. King Ranger, é um guerreiro lendário que venceu Bacchasfundo a milhões de anos atrás. Ele retorna na era atual para novamente travar uma batalha com o império Baranoia. Riki e muito jovem, porém possui uma força extraordinária. Foi enviado para a terra pela civilização que venceu a antiga guerra, e junto com ele, trouxe também a princesa Dorin, uma das remanescentes de um pacifico planeta que havia sido arrasado pelas bestas máquinas. Eles vieram para a terra através de uma nave espacial para uma dimensão fora do tempo, e com isso não envelheceram.

Capitão Miura: Interpretado pelo ator Hiroshi Miyauchi. Ele foi o responsável por encontrar o poder Chouriki das antigas civilizações. Usou este poder para criar uma base, e criar gigantescas máquinas e braceletes que dariam o poder para os escolhidos poderem enfrentar a invasão do império das máquinas. Como chefe do Ohrangers, ele está sempre trabalhando para aumentar o poder dos 5, e está sempre motivando e auxiliando os guerreiros em suas batalhas.

Império Baranoia (Machine Teikoku Baranoia): O império das máquinas, já existe a mais de 600 milhões de anos. O imperador Bacchasfundo, retornou nos tempos atuais e criou um novo império, junto de sua esposa Hyteria e seu filho Buldont. Também existe os atrapalhados Acha e Kocha, que são responsáveis por transformar as bestas máquinas em máquinas gigantes. Durante a série, Bacchasfundo é derrotado, e um novo comandante toma o seu lugar, trata-se de Bomber the Great, que mata Buldont ocupando o trono. Porém, Bacchasfundo, que ainda estava vivo, usa o restante das suas formas para reviver seu filho em Kaiser Buldont, se tornando um poderoso inimigo que destrói Bomber the Great e ocupa novamente para si o império junto da princesa Multiwa. O império das máquinas tem como objetivo escravizar os humanos em transformas todas as coisas em máquinas, e para conquistar seus objetivos são capazes de qualquer tipo de maldade.

MECHAS

Como já mencionei acima, a série teve um grande investimento em veículos e Robôs, na tentativa de alavancar a audiência e as vendas de produtos. Com isso, a série teve muitos Mechas e Gattais diferentes que foram surgindo no decorrer dos episódios. Cada Ohranger, possui uma máquina construídas a partir do poder Chouriki: Oh Red tem o Skyphoenix na forma da ave mitológica Fênix; Oh Green possui o Grantaurus, na forma de um Touro; Oh Blue tem o ágil Dash Leon na forma de um Leão, Oh Yellow possui o Dogu Lander e Oh Pink, o Moa Loader. Juntando estas cinco máquinas é possível criar o Ohranger Robô.



O próximo Mecha a ser inserido na trama, é o Red Pancher. Este foi o primeiro Robô construído pelo capitão Miura usando o poder Chouriki.  Porém o oficial Kirino Shoui, tentou usar o Robô quando ainda estava em teste, e com isso, ele se descontrolou totalmente e foi enterrado, causando a morte do oficial Kirino. No entanto, quando o Ohranger Robô foi danificado, os Ohrangers descobrem a existência de Red Pancher e resolvem trazê-lo de volta, desta vez, Oh Red passou por um treinamento árduo para poder controlar a máquina. 





Após o aparecimento do Red Pancher, novamente os Ohranger se viam encurralados pelo império das máquinas. Como sempre, Miura possuía um truque na manga, e traz a tona mas 5 máquinas, os Oh Blockers. Cada Mecha corresponde a um Ohranger, sendo Red Blocker, Blue Blocker, Green Blocker, Yellow Blocker e Pink Blocker respectivamente.
Com elas também é possível fazer um grande gattai, formando o poderoso Oh Blocker! Eles foram criados especialmente para momentos de extrema emergência.


King Ranger, possui o King Pyramider. Uma máquina super avançada em formado de pirâmide, foi nela que Riki chegou até a terra junto de Dorin. O King Pyramider, além de também possuir uma forma de Robô, também pode se unir com Oh Blocker dos Ohranger, e formando duas novas combinações, o King Pyramider Carrier Formation e o King Pyramider Battle Formation.

MINHA OPINIÃO SOBRE A SÉRIE



Não é de hoje que a série Ohranger me cativa. Desde as primeiras imagens que vi deles, ou mesmo nos tempos da temporada de Power Rangers ZEO que cheguei a ver alguns episódios anos atrás, eu sempre achei o máximo aqueles trajes. Quando começaram a surgir os primeiros episódios legendados na Tokunet, me lembro de ter ficado muito empolgado e impressionado com o que vi. Como se não bastasse a maravilhosa abertura Ohre! Ohranger na voz de Kentaro Hayami, a série também possuía uma temática muito interessante. Outra coisa que foi impactante aos meus olhos, sem dúvidas, foram os ataques do império Baranoia que são bem violentos, imagino que para a época ainda era muito mais impressionante do que hoje em dia, porém não deixa de chamar atenção pelo extremo nível de maldade e destruição causado pela cidade de Tóquio.

Para os fãs saudosistas, com certeza a série irá agradar, pois querendo ou não em certos momentos fica difícil não associar a série aos Changeman. Isso por que, a série tem algumas semelhanças como por exemplo, o fato dos 5 jovens fazerem parte de um exército de defensores da terra onde são escolhidos para herdar poderes lendários. No caso, o poder Chouriki não é muito diferente da força terrena existente em Changeman. Ainda falando em Changeman, o ator Shiro Izumi que todos conhecem como Ozora - Change Pegasus faz uma pequena participação na série.

Ohranger na minha opinião, tem um dos melhores começos para uma série Super Sentai dos anos 90. E ainda que o roteiro tenha sido em parte alterado depois, isso de maneira alguma fez com que a série perdesse o brilho. Muito pelo contrário, pois deu uma boa equilibrada proporcionando alguns episódios mais engraçados e divertidos. Penso que se a série for séria e dramática ao extremo pode se tornar um pouco chata e cansativa, então uma pequena dose de humor, não atrapalha e não faz mal a ninguém. Boa parte destes episódios cômicos, são interpretados por Shouhei/ Oh Green. O Capitão Miura, também tem uma participação importante na série, e é impossível não se lembrar do Chefe Masaki das séries Winspector e Solbrain. Isso por que Miura e Masaki tem praticamente as mesmas funções em ambas as séries, e como sempre a atuação do ator Hiroshi Miyauchi em Ohranger, é perfeita.
Gorou, o Oh Red já se tornou um dos meus Reds preferidos. Ele tem uma ótima postura de líder e sabe muito bem manter a equipe unida. Sempre se mantendo na linha de frente, e quando conheceu os demais membros, foi dando as instruções necessárias para que os novatos soubessem utilizar o poder de forma correta. Outra coisa em destaque neste personagem é sua determinação como guerreio e compaixão com os mais fracos, que no mínimo é algo para se admirar. O ator Masaru Shishido também é muito carismático e faz um excelente personagem, uma pena que este ator não atuou como protagonista em outras séries de Tokusatsu. Apenas algumas pontas.

Os episódios com uma maior carga dramática, fica por conta de Yuuji /Oh Blue. Dou destaque para o episódio 15, onde Yuuji conhece uma besta máquina que se rebela contra Baranoia após descobrir os reais planos de Bacchasfundo. Ele vem para a terra e se simpatiza com a terra e os seres humanos, no caso o Yuuji. O final do episódio como não poderia ser diferente tem um triste desfecho, mas a mensagem que é passada é muito importante. Juri e Momo, também ilustra episódios muito bem elaborados, como no caso do episódio 9, onde os 3 Ohrangers são envenenados e para salvá-los e derrotar a besta máquina, as duas trabalham juntas, bolando um plano inteligente e infalível mostrando o grande poder feminino.

A série dificilmente se torna cansativa, como muitos Robôs são inseridos durante os episódios, se tornando bastante interessante de se assistir e proporcionando ótimas cenas de lutas e cidades destruídas. Com a chegada de King Ranger, a série toma um rumo um pouco diferente e os vilões passam a ser tornar mais cruéis e as lutas ficam cada vez mais difíceis. Infelizmente, como nem tudo são flores o personagem King Ranger tem pouca participação na série para mim, e apesar de ter um papel muito importante, na minha opinião poderia ter sido melhor aproveitado. Uma das melhores partes do seriado, é quando todos enfrentam Bacchasfundo e o supostamente o destrói, algo que eu realmente não esperava que acontecesse. Com isso, um novo inimigo chamado Bomber the Great aparece para tomar o seu lugar.
O poderoso Gunmajin 

Antes de chegar a reta final da série, um outro personagem é inserido na trama, o grande Gunmajin. Este Mecha, é um ser lendário, quase um gênio da lâmpada, e inicialmente aparece em forma de uma escultura de pedra. Quando é inserida a chave em sua cabeça, ele se torna um servo e pode realizar qualquer desejo para quem o libertar. Posteriormente, ele acaba por auxiliar os Ohrangers nas batalhas, pois além de possuir grande força ele também pode se tornar gigante.


O novo inimigo Bomber the Great, tenta destruir Buldont filho de Bacchasfundo para tomar para si o império Baranoia. Porém Bacchasfundo que ainda vivia, usa suas ultimas forças e revivi e fortalece o seu filho o transformando em Kaiser Buldont. Com isso, a trama toma rumos inesperados, e realmente as coisas não ficam fáceis para nossos heróis. Baranoia intensifica os ataques, e as lutas finais ficam cada vez mais empolgantes e emocionantes, resultando em um dos melhores finais que já vi em séries da franquia. Como a série foi finalizada recentemente com legendas em Português, imagino que muitos ainda não tenham assistido a série, por este motivo não darei maiores informações sobre o final, mesmo para evitar Spoilers. E bom, neste review fica minha recomendação de Super Sentai para assistir. Ohranger vale muito a pena. Se você gostou de Changeman e Jetman, sem dúvidas irá gostar de Ohranger. Como eu disse no título da matéria, uma série vibrante do ínicio até o fim. Simplesmente imperdível!

Ficha técnica: 
Nome original: Chouriki Sentai Ohranger (Chõriki Sentai Õhrenja)
Produção: Toei Company
Produtor: Shigenori Takadera 
Direção: Shohei Tojõ
N° de Episódios: 48
Data de exibição: 03/03/1995 a 23/02/1996 
Exibição: TV Asahi
Música por: Seiji Yokohama

E este foi mais um review do nosso Blog Toku Force. Gostou? Compartilhe, comente e aguarde por novidades. Curtam nossa fan Page e participem do nosso grupo no Facebook para se manterem informados sobre as novidades! Forte Abraço!


BLOG TOKU FORCE - Valorizando o clássico e o novo da década mais divertida de todos os tempos!



TOP 20: Dos tokusatsus que prendem sua atenção

TOP 20: DOS TOKUSATSUS QUE PRENDEM SUA ATENÇÃO




Sabe aquelas séries que vão e voltam estão no pensamento de vários tokufãs e que sempre dá aquela vontade de assistir novamente?
Pois é... O Tokuforce com ajuda dos membros da Tokusatsus Vídeo Store selecionou vinte seriados (entre séries clássicas e atuais) que prendem sua atenção na telinha da sua casa. Seriados que te mantém na expectativa pro próximo arco da trama. No nosso Ranking, os tokufãs revelam quais os tokusatsus que mais estão bombando na tokunet, que conseguiram tanto prender sua atenção, até agora, e criar uma expectativa pelo desfecho da trama no próximo episódio.

1 - Kyoujuu Tokusou Jaspion 




2 - Kamen Rider Kuuga






3 - Kamen Rider Black 





4 - Kamen Rider Gaim 




5 - Choudenshi Bioman 




6 - Ultraman Mebius




7 - Kamen Rider W




8 - Tokumei Sentai Gobusters






9 - Kaizoku Sentai Gokaiger 




10 - Gosei Sentai Dairanger 




11 - Kamen Rider OOO




12 - Tokusou Sentai Dekaranger






13 - Choujuu Sentai Liveman 




14 - Sekai Ninja Sen Jiraiya






15 - Choujinki Metalder 




16 - Ultraman Tiga 




17 - Jinzou Ningen Kikaider 




18 - Tokkei Winspector 






19 - Choujin Sentai Jetman 




20 - Denno Keisatsu Cybercops 




E você amigo tokufanático, qual tokusatsu você está acompanhando?
Compartilhe essa publicação em suas redes sociais