quarta-feira, 20 de maio de 2015

Toku-Songs: A Música dentro do mundo Tokusatsu! - Parte 2


Boa noite Tokufãs!!! 
Primeiramente peço desculpas pelo atraso da segunda parte desta matéria, fiquei realmente muito feliz pela repercussão que teve a primeira parte, todos parecem ter gostado bastante, e inclusive recebi vários elogios até mesmo por parte dos meus parceiros do blog, Admilton e Vínicius. Isso foi realmente muito gratificante pra mim, e me incentiva a continuar escrevendo matérias para este maravilhoso Blog, pelo qual tem crescido muito, graças á ajuda de todos vocês! 
Enfim, o motivo pelo atraso foram problemas pessoais, mas o que interessa mesmo é continuar o que paramos na primeira matéria, que fala sobre o ínicio das Músicas de Tokusatsus, nossas amadas Tokusongs. falaremos sobre o sucesso e a importância que cada artista teve nas primeiras décadas, pra começar iremos falar da década mais mágica de todos os tempos, mesmo pra quem não vivenciou, os anos 80!.

A ERA DE OURO

"Aaah os anos 80!..." É impossível não lembrarmos dessa década, sem suspirar de nostálgia, acredito que até para nós da geração anos 90, sempre que pensamos nos anos 80, pensamos em uma era mágica, onde tudo aconteceu, onde os grandes artistas se consagraram, e os maiores Animês e Tokusatsus foram produzidos, ou seja, onde tudo era maravilhoso!. 
De fato, mesmo que os Tokus e Animes, tenham começado muito antes disso, os anos 80 foram a tal "Era de Ouro", onde tudo se consagragou, e claro, para os "Tokusongs" não seria diferente. O ano de 1980, foi ótimo para todos os fãs de tokusatsu, tivemos o excelente Kamen Rider Super 1, sucessor de SkyRider, que teve em sua trilha sonora o ilustre Ichiro Mizuki (O qual falamos na primeia parte da matéria, que você pode acessar, clicando aqui). Em Super 1, quem canta o tema de abertura, é o também ator principal da série, Shunsuke Takasugi, que viveu Kazuya Oki, ele cantou a música em parceira com o grupo infantil Koogori'73, grupo este, que participou de diversas músicas de Super Sentai e Kamen Rider dos anos 70 e 80. Infelizmente o grupo foi dissolvido em 1990, por motivos ainda desconhecidos. 
Denshi Sentai Denziman, estreou juntamente com Super 1, sua abertura foi cantada por Koogori'73 e Ken Narita, com uma voz marcante, que se encaixou perfeitamente com o clima da série.

Abertura completa da série Kamen Rider Super 1 na voz de Shunsuke Takasugi.

Abertura de Denziman na voz de Ken Narita, muito marcante, concordam?

No ano seguinte, teríamos mais um grande nome das Toku-songs, alguém que se tornaria mais uma lenda nesse universo, seu primeiro trabalho mais conhecido, seria Taiyou Sentai Sunvulcan em 1981, tendo se tornado um verdadeiro clássico das tokusongs. A música, tem uma das melhores letras que vimos até hoje nas aberturas de Super Sentai, além é claro da voz e performance única do artista que a interpreta, estou falando de ninguém menos que Akira Kushida! 
Vamos conhecer um pouco mais sobre ele a seguir:

1# AKIRA KUSHIDA

            Akira Kushida nasceu em Yokohama/Kanagawa no Japão, no dia 17 de Outubro de 1948, iniciou seu trabalho em Tokusatsu com Sunvulcan, porém o seu estrelato e consagração, só viria mesmo em 1982, quando foi convocado para cantar as aberturas da trilogia Uchuu Keiji (Policiais do espaço, da qual fazem parte os heróis Gavan, Sharivan e Shaider). Esse sem dúvidas, seria o ponto de partida para que Akira passasse a ser conhecido como um famoso interprete de tokusongs e animesongs também. Vale lembrar que Kushida não só gravou as aberturas, mas também as demais músicas que acompanhavam os discos que eram lançados por cada herói. 
Depois da famosa trilogia Uchuu Keiji, o cantor também participou da série Jaspion em diversas músicas, como na música tema do Daileon, e o clássico Ginga no Tazan, como se não bastasse, ele ainda interpretaria as trilhas da série Jiraiya e Jiban.  

Clássica abertura da série Sunvulcan que marcou a estréia de Akira no mundo das Tokusongs

Esse fato, fez com que o músico se tornasse o mais querido pelo público Brasileiro, levando em conta, que ele cantou as trilhas das séries mais amadas por esse público, em especial Jaspion. A voz de Akira Kushida ficou marcada na vida de todos aqueles que acompanharam a série na extinda TV Manchete. Coincidência ou não, Kushida adora o Brasil, e já esteve aqui inúmeras vezes em eventos como AnimeFriends, RessacaFriends, SanaFest entre outros. No AnimeFriends 2013, aconteceu um show marcante, onde ele cantou com o grupo Famila Lima, primeiro show, onde um músico originalmente japonês, se une a artistas Brasileiros para um show, e ainda mais tocando músicas dos Tokusatsus mais famosos aqui no Brasil, sem dúvidas, quem esteve no evento, se lembra do show como algo marcante e histórico, esperamos ver Akira de volta logo, em um futuro evento, sem dúvidas, ele já se sente em casa, e já revelou adorar a "euforia e o calor dos Brasileiros."

Fora os trabalhos com os Metal Heroes, Kushida também cantou o tema do filme Kamen Rider ZX, em 1984 além de cantar temas de séries Super sentai a partir de 2001 com Gaoranger. Um trabalho bem inusitado e talvez pouco conhecido pela maioria, aconteceria em 2004, quando o músico emprestaria sua voz, para cantar a abertura de uma série Tokusatsu, que não era de autoria da Toei, e muito menos uma produção japonesa, trata-se de Shin Keijushi France Five, série originalmente francesa, que tem como característica ás séries de Super Sentai, e mesmo sendo uma produção independente, parece ter chamado atenção até mesmo dos japoneses, em especial Kushida, que cantou o tema da série. Até agora foram produzidos apenas 6 episódios.

France Five, série francesa com direito a abertura cantada por Akira Kushida, chique demais para uma série independente, não acham?

Akira Kushida, sem dúvidas é muito amado por todos nós, tanto por ter cantado as músicas mais marcantes da nossa infância, quanto pelo carísma e humildade, que é uma das caracteríscas fortes do artista, e de todas as vezes que ele veio ao Brasil, sempre foi muito gentil, simpatico e brincalhão com os fãs. Essa personalidade faz dele um excelente artista e um exemplo de ser humano também. Seu último trabalho foi no V-cinema Shaider Next Generation, onde ele faz uma pontinha no filme como ator, fazendo papel de um garçom, além de cantar a música tema Uchuu Keiji Next Generation, que na minha opinião ficou excelente, mostrando que Kushida, hoje com 66 anos, ainda tem voz e folêgo o bastante, para cantar e fazer muitos shows, dentro e fora do Japão.
       
 RECOMENDO:



Para quem já escutou os discos dos Metal heroes e Super sentais, que Akira trabalhou, já conhece boa parte dos trabalhos dele, mas é interessante conhecer a carreira fora desse gênero também, por isso recomendo Soul of Engine, uma pequena colêtanea, com trabalhos em animes, tokus mais atuais e os clássicos em versões ao vivo. Vale a pena conferir esse CD, e guardá-lo na sua pasta de músicas de Tokusatsu, com certeza você irá apreciá-lo e muito!. 

Link do álbum para Download: Akira-Kushida-Soul-Of-Engine 

AI TAKANO: A OUTRA VOZ POR TRÁS DA TRILHA SONORA DE JASPION

Como já mencionado, a série Jaspion teve em sua trilha sonora a voz do famoso Akira Kushida. Porém não poderia escrever uma matéria sobre TokuSongs e não falar de Ai Tanako, outro grande músico que também participou desta trilha, cantando a abertura e encerramento, além da poderosa Ryusei no Senshi, e Nefuu Yarô Jaspion, músicas idolátradas por 9 em cada 10 Tokufãs Brasileiros. Mas a carreira do músico se iniciou muito antes disso.

Takano Monotari, que mais tarde adotaria o nome artistico de Ai Takano, nasceu na região metropolitana de Tóquio, no dia 12 de Janeiro de 1951. Filho de um compositor musical e saxofonista de uma banda de Jazz, Takano conheçeu a música cedo, e aos 14 anos de idade, começou á tocar bateria. Assim que Takano foi para a cidade de Yokohama, seria convidado a participar de sua primeira banda, os Freelancers. infelizmente o sucesso da banda duraria pouco, e se desfez pouco tempo depois da entrada de Takano. No mesmo ano, um pouco tempo depois da dissolução dos Freelancers, Takano se juntou ao guitarrista da banda, Hiroshi Koshikawa, e ao também guitarrista Jiro Kitamura, e formaram uma nova banda, que inicialmente, se chamaria The Robins, passando depois á se chamar The Carnabeats (nome baseado na rua Canaby Street de Londres, que ficou muito famosa nos anos 60).


Primeiro álbum da banda Carnabeats, o primeiro single, intitulado "Sukisa, Sukisa. Sukisa" era na verdade uma versão Japonesa, de um clássico do grupo britânico The Zombies.


Infelizmente os Carnabeats, terminariam as atividades em setembro de 1969, após a decadência do Rockabilly no Japão. Após anos em inatividade, Takano retornaria apenas no ano de 1981, quando convidado pelo guitarrista Takeda Kazuo, para ser co-vocalista de sua banda, o CREATION , banda de Blues japonesa, que foi muito influente nos anos 80. Foi no mesmo ano, que Takano cantaria seu primeiro tema de abertura, para um seriado de TV, com a música "Lonely Hearts", que foi usada para o seriado Pro Hunter da Nippon-Television. 
Após ser convidado para cantar temas de outras séries e animações japonesas da década de 80, em 1985 veio então o convite para interpretar o tema de abertura da série da Toei que estava para estrear, Kyojuu Tokusou Jaspion. Takano gravou "Ore ga seigi da! Jaspion!." mesmo á série não obtendo um enorme sucesso, a música foi muito bem aceita, e Takano gravaria outras músicas já mencionadas que acompanhariam o CD/LP dá série ao lado de Akira Kushida.

Ore ga seiji da! na voz de Ai Takano.

 A partir disso, Takano, continuaria seus projetos com séries de televisão, durante praticamente toda á década de 90. Infelizmente, ele faria sua última apresentação ao vivo, no dia 14 de Dezembro de 2005, que foi realizado em uma sala de show em Kobe, em memória de 10 anos do grande terremoto de Kobe, que abalou a Província de Hyago no dia 17 de Janeiro de 1995. 


O cantor já vinha sofrendo de cirrose hepática e complicações circulatórias, desde a metade da década de 90, a causa principal seria devido ao fato do músico ser fumante inveterado, além de ter tido sérios problemas com alcoolismo. No dia 21 de março de 2006, o cantor foi internado após se sentir muito mal, depois de uma participação em um programa de TV da NHK. Apesar de receber alta rapidamente, cerca de 10 dias depois, novamente passaria mal, com dificuldade respiratória, e uma tosse muito forte, sendo internado novamente, desta vez no setor de emergência em Tóquio. Um dia depois do programa que ele havia participado, ter sido exibido, fez dessa sua última aparição pública. Takano faleceu ás 23:33 hrs no dia 01 de Abril, com 55 anos de idade. A causa da morte foi justificada como insuficiência cardíaca aguda decorrente de um infarto miocárdio.
Esta foi sem dúvidas, uma das maiores perdas no meio do mundo Tokusongs, mas mesmo que Takano, só tenha participado da série Jaspion, o seu trabalho e legado estará eterno na mente de todos os Tokufãs. Sua voz marcante e inconfundível já está eternizada na mente de todos aqueles que ainda cantam com força e vibração, as suas músicas. Fica aqui a minha homenagem á este grande artista que foi Ai Takano.

Para quem quiser conhecer um pouco mais da carreira de Takano, além do que eu escrevi aqui . Recomento assistirem o excelente video sobre ele que o nosso parceiro TOKUDOC, fez ao um tempo no seu canal, uma matéria bem completa sobre esse grande artista, simplesmente imperdível!


2# MOJO


Você pode não conhecê-lo, mas com certeza já escutou alguma de suas músicas.  
Ichiro Tomita, conhecido por todos como MOJO, é um cantor japonês no estilo Folk music. Nasceu no dia 24 de Agosto de 1952, e começou sua carreira musical em 1978, inicialmente na banda Easy Riders, depois passando por Big Beat e Nights Cats. O Cantor era conhecido pelo seu carísma e performances excelentes nos palcos, com uma voz grave e afinadissima, não demorou muito para Mojo se consolidar em uma carreira solo. Uma curiosidade interessante, é que ele cantou a música tema do personagem Sengata Sanshiro (Interpretado por ninguém menos que Hiroshi Fujioka, Takeshi Hongo na série Kamen rider de 1971). Na verdade esse personagem aparecia nos comerciais da marca SEGA, para anunciar o Video Game Sega Saturn no Japão, entre 1997 e 1998. A música pode ser escutada clicando aqui.

Battler Fever J, o primeiro grande trabalho de Mojo no mundo Tokusatsu.

Mas vamos falar da participação de Mojo no mundo Tokusatsu. Seu primeiro trabalho de destaque foi na série Battle Fever J de 1979, trabalhou também com a série Kagaku Sentai Dynaman. Além disso cantou em todas as músicas para a série Dai Sentai Goggle Five de 1982, e em 1984 para á série Seiun Kamen Machineman. Ambas as séries foram exibidas no Brasil, mostrando á nós a incrivel voz de Mojo. Falando no Brasil, o cantor já esteve aqui em eventos de Animê junto com Akira Kushida, sua primeira visita aqui aconteceu no Anime Friends em 2007. Infelizmente após esses trabalhos, Mojo se manteve um grande periodo afastado dos palcos, e só retornaria mesmo em 1999 quando foi convidado para cantar no mega Show Super Hero Spirits, que se tornou tradição no Japão (Esse show será assunto para a próxima matéria).  

Abertura ao vivo da série Goggle Five por Mojo.

A última música que ele gravou para Tokusatsu, podemos ver na série Boukenger de 2006, a música Kibou no Siren Builder, música tema dos mechas na série, que na minha opinião é uma música excelente muito enérgica e contagiante, mostrando que Mojo continua com o mesmo talento e carisma que levava na década de 70, e em todos os shows que ele fez nos Super hero, e Super Sentais Spirits nos anos 90. Mojo foi um músico muito influênte no Japão, e se tornou famoso por interpretar um grande número de músicas em séries Super Sentai. 

RECOMENDO:

DAI SENTAI GOGGLE V : COMPLETE MUSIC COLLECTION


Dos trabalhos de MOJO em Toku, na minha opinião o que mais se destaca, sem dúvidas é na OST de Goggle V. Apesar de todas as outras serem excelentes, Dynaman mesmo, classifico como algo gênial, por isso indico que escutem todas essas trilhas. Mas com certeza esse disco é obrigatório para quem curte o trabalho do músico e claro, pra quem curte a série. Pra quem ainda não tem o disco, ele pode ser escutado na íntrega nesse link: MOJO - Goggle v OST

3# HIRONOBU KAGEYAMA

Entre todos os interpretes dos anos 80, talvez Hironobu Kageyama, seja o mais querido e o preferido do grande público. Isso se deve pelo seu carísma, humor e talentos incomparáveis, sem contar o grande número de músicas que ele já interpretou. Boa parte das séries que ele trabalhou foram exibidas aqui no Brasil e fizeram um sucesso estrondoso. 
O músico nasceu no dia 18 de Fevereiro de 1961. Sua carreira músical, se iniciaria cedo, quando aos 16 anos, ele começou sua própria banda, chamada LAZY. Porém 
a banda só duraria apenas até o ínicio dos anos 80, e quando a banda se desfez, Kageyama decidiu que continuaria em carreira solo, assim ele se jogaria de cara no mundo dos Animês e Tokusatsus. 

LAZY, primeira banda de Hironobu Kageyama, quando ele ainda tinha 16 anos.

Sua honrosa estréia aconteceu em 1985, quando emprestou sua voz, para a série Super Sentai Dengeki Sentai Changeman, série que abriu as portas para o sucesso do Tokusatsu no Brasil junto com Jaspion. No Japão a série também foi um enorme sucesso e faria com que Kageyama também ganhasse mais destaque e atenção da mídia.
O ano seguinte, literalmente seria o "ano" para o cantor, isso por que ele seria convidado para cantar os temas de dois dos animes mais famosos de todos os tempos, Dragon Ball Z e Saint Seiya (Cavaleiros do Zodíaco). Esses dois trabalhos, fizeram com que o músico agora, fosse conhecido não só no Japão, mas no mundo todo. Em 1987, ele voltaria a cantar em um Tokusatsu, na série Hikari Sentai Maskman, onde cantou todas as músicas que acompanhavam seu CD/LP. 

Famosa abertura de Changeman na poderosa voz de Kageyama

A Trilha Sonora da série Jetman, se tornou um dos maiores sucessos de sua carreira.

Ele voltaria com tudo em 1990, participando na trilha sonora da série Chikyu Sentai Fiveman, e no ano seguinte, cantando toda a trilha da famosa série Choujin Sentai Jetman (a série já ganhou um review completo aqui no blog, e pode ser lida acessando aqui.) o motivo pelo sucesso da série, é que ela carregava um roteiro mais adulto, e abordava o muito o lado emocional dos personagens. A popularidade da série ajudou e muito na carreira de Kageyama, tanto que ele trabalharia nas séries, Ninja Sentai Kakuranger de 1994 e Chouriki Sentai Ohranger de 1995, seguido por Ultraman Dyna em 1998. Em contra partida, os anos 90 seria o ano que Kageyama, começaria um grande projeto cujo principal objetivo seria recuperar o "espírito" das anisongs e tokusongs. O resultado do projeto seria a banda, ou melhor dizendo o super grupo JAM Project, que nada mais era que uma reunião com os maiores cantores de tokusongs e anisongs da época.

Primeira formação do JAM Project, na foto temos, Massaki Endo, Hironobu Kageyama, Eizo Sakamoto, Hiroshi Kitadani e Ichiro Mizuki.

Ainda que os maiores trabalhos de Kageyama, tenham sido para os Animes, as suas contribuições para o Tokusatsu, ficaram eternizadas. Uma curiosidade bastante interessante á seu respeito, é que em 2005, ele cantaria o tema de abertura da série GARO, junto com a banda JAM project. Na série Kageyama também foi dublador do personagem Zaruba, que nada mas era que o anel falante que acompanhava Kouga, o personagem principal da série em suas aventuras. Assim como os cantores já citados, Kageyama é outro grande conhecido pelos Brasileiros que frequentam eventos de anime, ele já participou de diversas edições, inclusive com a banda JAM, que esteve aqui em 2013 para um mega show no Anime Friends... Eu estava lá, e posso dizer que ver o Kageyama cantar a abertura de Changeman, com todo entusiasmo foi uma das maiores e mais emocionantes experiencias que tive durante toda minha vida. Não é a toa, que ele seja querido por todos, tanto seu talento, quanto sua paixão por essa cultura faz de Hironobu Kageyama um grande ser humano, e um artista completo.

RECOMENDO: 

HINOROBU KAGEYAMA - BEST & LIVE (2004)


A discografia de Kageyama, poderia ser dividida em ciclos, LAZY, Animes e Tokusatsus, depois na banda JAM Project, além dos seus trabalhos solos. Pra quem tá começando á curtir os trabalhos desse grande artista, recomendo esse álbum, pois ele traz uma coletânea bem completa dos seus trabalhos mais famosos, e várias performances ao vivo, com certeza, um material indíspensável na nossa biblioteca músical.

Link do álbum para Download: Hinorobu-kageyama-2004

OS ANOS 90 E O PRIMEIRO GRANDE SHOW DE TOKUSATSU!

Na Foto: Shinichi Ishihara e Takayuki Myauchi, os dois principais interpretes dos anos 90.

Como já vimos um pouco dos anos 80, podemos dizer que foi realmente um ano mágico para as Tokusongs, todos esses cantores, até hoje fazem um enorme sucesso e continuam conquistando uma grande legião de fãs. Claro que tivemos muitas coisas além do que foi dito aqui, por exemplo, em 1987, o ator Tetsuo Kurata, repetiria o papel de  Hiroshi Fujioka, e assim como ele, seria o cantor do tema principal da série o qual ele atuaria no mesmo ano, no caso Kamen rider Black, as demais músicas, foram interpretadas por Toshiya Igarashi e Norio Sakai. Outra curiosidade bem bacana envolvendo a música no mundo Tokusatsu, é que ator Seiki Kurosaki (também conhecido como Hikaru Kurosaki), nosso eterno Jaspion, tentou a carreira de cantor e lançou um LP durante seu trabalho na série, na verdade, Kurosaki aproveitou sua fama como ator para pode divulgar esse trabalho, lançado pela Sony Music. Muitos dizem que ele chegou a lançar outros discos, mas que estes são raríssimos de encontrar, no total foram 2 músicas gravadas, e a faixa Hanpo Yuzutte - GO IN NI que também dá nome ao disco, é tocada no episódio 8 da série.

Trago aqui, para quem quiser baixar, as duas músicas que acompanharam o single:
 01- Hanpo Yuzutte - GO IN NI - Download aqui.
02 - Taiyou no Kisetsu - Download aqui.

Os anos 80, terminaria com a série Kousoku sentai Turboranger, que mais uma vez, teve como cantor, o ator principal da série, Kenta Satou, que cantou o tema de abertura e encerramento respectivamente. E no gênero Kamen rider, teríamos á série Kamen Rider Black RX, em 1989, que nada mais era que uma sequência direta da série Kamen rider Black. Em RX, teriamos uma das melhores trilhas sonoras dos anos 80, fechando á década com chave de ouro, e nos revelando mais um grande interprete, Takayuki Myauchi. O Cantor já havia começado sua carreira em 1984, na série Choudenshi Bioman, mas foi com RX, que ele consquistaria de vez o público e seu sucesso e consagração só aumentariam. 


Takayuki nasceu na cidade de Ibaraki, em 4 de Fevereiro de 1955, sempre foi conhecido pela sua voz, que classificaria como única, bonita e muito poderosa, seus trabalhos nos anos 80, foram em Bioman, Shaider, e em animes como Dragon Ball, com seu trabalho em RX, sendo muito bem sucedido, Takayuki seria um dos grandes artistas que fariam história nos anos 90. De ínicio, temos a excelente trilha sonora da série Tokkei Winspector, assim como as 2 sequências Solbran e Exceedraft, que fazem parte da trilogia Rescue Hero, sub genero da franquia Metal hero. Depois de RX, sem dúvidas estes foram os melhores trabalhos da carreira do músico que no ano seguinte participaria da série Ninja sentai Kakuranger. 
Ele também já marcou presença aqui no Brasil, no animê friends, em suas primeiras edições, onde cantou ao lado de MOJO e Akira Kushida, levando o público ao delírio e surpreendendo, não só com sua voz, mas também com seu carísma e simpatia.

Versão ao vivo da música tema de abertura da série Kamen rider Black RX, onde Takayuki solta a sua voz.

Outra grande revelação que teríamos nos anos 90, seria Shinichi Ishihara, cantor que nasceu em Yamashita no Japão, no dia 26 de maio de 1960. Ficou famoso por cantar o tema de abertura do anime Guyver, e em 1995 entrou para o mundo dos Tokusatsus, com a abertura de Jukkou B-Fighter,e em 1999, na série Kyukyuu Sentai GoGo Five. Shinichi também já esteve aqui no Brasil em eventos de anime, e só quem esteve lá, pode dizer como é a empolgação e a presença de palco que são características de Ishihara.

Abertura de Kyuukyu sentai GoGo Five.

O Cantor também, foi um dos primeiros a participar do super show, Super Hero Spirits, que teve sua primeira edição no ano de 1999, contando com a presença de; Akira Kushida, Takayuki Myauchi, MOJO, Ichiro Mizuki e Hinoronu Kageyama. O show teve como principal objetivo, reunir os maiores interpretes de Tokusongs, e juntá-los em um único palco, cantando as aberturas e músicas mais famosas do gênero. A primeira edição foi um verdadeiro sucesso e reuniu um público considerável, que ia de crianças, jovens, até pessoas que acompanharam as séries, e todos estes cantores, desde os anos 70. Além de Super hero Spirits, tivemos a edição do Super Robot Spirits, que contava com músicas de série com temas de robô, como Mazinger Z e  Gundam Wing, mas tarde também teríamos, o Super Sentai Spirits, apenas com temas das séries Super Sentais. De fato, todos esses outros eventos , se devem ao grande sucesso de Super hero Spirits, de 1999,  que já ganharia uma segunda edição em 2000, onde contou com um público muito maior, e sendo inclusive lançado em DVD no Japão.
Infelizmente, a primeira edição de 1999, não foi registrado em video, por isso não temos nenhum video, ou imagens do show, mas eles teve seu áudio gravado, e lançado em CD, o nosso parceiro Shin tokusatsus, já disponibilizou o álbum na íntergra para download recomendo que baixe, e escute no volume mais alto que puder, pois o show, é sem dúvidas, muito épico.

SUPER HERO SPIRITS 1999


Link para Download: SuperheroSpirits99

SUPER HERO SPIRITS NO BRASIL ?

Sim! Por mais íncrivel que isso possa parecer, existe um tipo de evento assim aqui no Brasil, e ele acontece já á um bom tempo, graças á grandes eventos como Animê Friends e o Sana Fest, como já havia dito. Os artistas japoneses começaram a frequentar esses eventos, em 2003, na primeira edição do Anime Friends, o primeiro convidado, foi ninguém menos que o próprio Akira Kushida! Na sequência, tivemos Hinorobu Kageyama, além do ator e dublê, Hiroshi Watari, conhecido por interpretar personagens famosos como Boomerman em Jaspion, Sharivan e Spielvan. Depois também teríamos o prazer de receber Takumi Tsutsui, o eterno Ninja Jiraiya, em sua primeira aparição em um evento 100% dedicado á cultura japonesa. 
O Sucesso do evento, superou até mesmo, seus idealizadores e teve um público que girou em torno de 22 mil pessoas, esse número é atingido em apenas um dia de evento hoje em dia.

Já o Anime Friends de 2008, eternizou o evento como algo muito importante para a cultura japonesa no Brasil, e é considerada por muitos como a melhor edição que o evento já teve. Ao todo foram 120 mil pessoas nos 8 dias de evento. 
E foi nele que tivemos a primeira edição do Super Friends Spirits, show semelhante com o que o Japão já fazia com o Super hero Spirits. A intenção seria reunir vários músicos do Japão para fazer um mega show no primeiro final de semana  do evento. As atrações foram: Akira Kushida, Takayuki Miyauchi e Hideaki Takatori, além do ator Takumi Tsutsui, que ajudou no show, fazendo o público ir á loucura quando começou á jogar algumas "Shurikens" em direção aos fãs, o melhor é que todas elas estavam autografadas!
Outra pérola que aconteceu no primeiro SFS, foi Akira Kushida, cantando em Português (é isso mesmo, Português!), a música escolhida foi "É isso ai" de Seu Jorge e Ana Carolina. Hideaki Takatori, impressionou os fãs com a performance de "Hurricanger Sanjou!"  abertura da série Hurricanger, e Takayuki fazendo os mais saudosistas chorarem com as aberturas de Winspector, Solbrain e Kamen Rider Black RX.

Aqui podemos ver um trecho da apresentação de Akira Kushida, para o tema de abertura da série Jiraiya!.

Os shows do AF 2008, não pararam por ai, o segundo final de semana trouxe uma surpresa da Yamato (empresa responsável, pela realização do evento), e trouxe de bagagem á banda JAM Project, em sua formação completa, liderada por Hironobu Kageyama, e se apresentaram no segundo final de semana do evento. A formação contava com Kageyama, Masaaki Endoh, Hiroshi Kitadani, Yoshiki Fukuyama e Masami Okui. Este pode ser considerado o maior show de TokuSongs que tivemos desde de então, o show agradou á todos, e foi um grande trunfo do Anime Friends. 

Após estes grandes feitos, em todas as edições, tivemos novas atrações de cantores vindo diretamente do Japão para realizar o Super Friends Spirits, que nada mais é que a nossa versão, para o Super Hero Spirits. Essa é sem dúvidas, uma grande vitória para nós, fãs de Tokusatsu, uma vez que em eventos como o AF, sempre rolou um tipo de "preconceito", simplesmente por que  a maioria fãs de Animês (Não generalizando) , mas grande parte deles, não queria ver tokusatsu por lá, e o espaço que tinhamos, era muito pequeno. Com a chegada dos shows, e atores japoneses de toku, abriram-se as portas, e quebraram todos os tipo de barreiras, que existiam, hoje você consegue ver novos fãs vibrando com as músicas de Jaspion, Changeman, além de espaço temáticos e Cosplayers, totalmente dedicados aos Super heróis Japoneses. Esperamos que isso só aumente, que os nossos músicos preferidos de Tokusongs, possam continuar nos vistando e fazendo grandes shows pelo nosso País, quebrando de vez o preconceito, e consquistando novos fãs, essa na minha opinião, é o motivo, pelo qual devemos lutar, para conseguirmos nosso espaço, pois se formos analisar, tirando a internet, e se compararmos aos animes, o espaço e aceitação para nós fãs de Tokusatsu ainda é bem pequeno.
Vale lembrar que este ano, teremos mais uma atração especial, trata-se de Tetsuo Kurata, o Kamen Rider Black, que fará sua primeira passagem pelo Brasil, em Julho no palco do Anime Friends!

FINALIZANDO...

Jam project , em sua formação de 2008

Como foi abordado aqui, nos anos 80 e 90, tivemos uma avalanche de música boa, no mundo do Tokusatsu, é claro que isso sempre tivemos, e sempre foi umas principais características dos nossos artistas. Mas essas 2 décadas, em si, foram muito importantes, pois elas, conseguiram modernizar o estilo, tivemos Rock, Pop e até algo mais eletrônico, como por exemplo a abertura de Ultraman Tiga, Take me Higher, da banda V6, que tem batidas sensacionais. Tivemos fatos tristes também, como a perda de Ai Takano nos anos 80... Mas, podemos dizer que ganhamos, mais do que perdemos, pois nesse tempo, tivemos grandes revelações, que foram importantissimas para a música no Tokusatsu, falo de Akira Kushida, e Hironobu Kageyama, músicos que se consagraram em grandes carreiras e bandas de nome, graças aos seus trabalhos em Tokusatsu.
Nos anos 90, podemos dizer que Takayuki, liderou com suas aberturas para os Rescue Heros, e graças á isso, liderou grandes shows por todo o Japão. Além disso,  maior feito , e maior conquista destes grandes músicos nos anos 90, foi a realização do Super Hero Spirits, e Super Sentai Spirits, estes shows, levaram a músicas de Tokusatsus, para um novo patamar, e o seu relacionamento com o público só aumentaram, além de levar a música para novos horizontes, com shows em outras partes do mundo, contando claro com nosso Brasil, o que qual é muito adorado por todos eles.

Resumindo, foram 2 décadas riquissimas para os Tokusongs, fica dificil abordar tudo, mas espero que esta matéria, faça com que vocês leitores, busquem mais conhecimentos, fora do que foi abordado aqui, e se puderem passem para todos e nós também! 
Afinal, esse assunto é muito extenso, e é um estudo sem fim, sempre descobrimos coisas novas e músicas novas...
E vamos divulgar as Tokusongs, incentivar aos nossos amigos ouvirem, como eu disse nossa luta, deve ser para acabar de vez com o preconceito, e fazer o possivel para gerar mais shows, e que mais pessoas possam ser contempladas com essas belas músicas, e esses grandes artistas!
Na terceira e última parte da matéria, falarei com detalhes sobre o Jam Project, e o Brasileiro que conseguiu algo que todos nós fãs de Tokusatsu e de Tokusongs, sonhamos um dia em fazer... Estou falando de Ricardo Cruz, o músico Brasileiro que foi aceito para ser membro do JAM, pelo próprio Hironobu Kageyama! 

Espero que tenham gostado dessa matéria, e até mais!