segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Review - Choujin Sentai Jetman - Batam As Asas.


Fala pessoal, tudo bem com vocês ? espero que estejam bem, hoje vim trazer mais um Review de uma série que é tão aclamada pelos os japoneses e por nós fãs de tokusatsu. Sim, estou falando deles os Homem-Pássaros. Primeiramente quero agradecer o meu parceiro '' Rodrigo Paula '' por ter me ajudado no conteúdo, valeu mesmo amigão. (Para quem não o conhece no final dessa matéria estará um link com a entrevista que fiz com ele aqui mesmo no Blog Toku Force). Então, vamos ver porque este sentai é tão aclamado para os japoneses ? então vamos lá sem mais delongas. 


                                                                              

A história se começa quando os cientistas da Sky Force, um departamento militar de defesa  descobre uma energia chamada Birdonic Ware e resolvem transplantar está energia nos humanos com o propósito de usar-lós como combatentes para defender a terra. A comandante deste projeto é a Aya Odagiri que escolhe cinco pessoas para fazer parte do tal projeto ( na qual ia ser o Ryu ( Red Hawk ) e sua namorada Rie Aoi ). Logo depois, Ryu foi o primeiro escolhido a experimentar está energia. Após ter essa energia implantada em seu corpo, a base Sky Force é atacada pelas as forças de Vyram que por sua vez acaba sequestrando Rie. As quatro energias de Birdonic Ware foram lançadas em direção ao nosso planeta mais aproximadamente no japão ( é obvio que tem que ser o Japão.) e com isso aleatoriamente as quatro Birdonic restantes acertam quatro civis de formação e personalidades distintas. Contudo, Vyram resolve invadir a terra. Aya e Ryu partem em busca das quatro pessoas que foram atingidas pela a radiação Birdonic são eles :

                                              
* Kaori Rokumeikan : Uma garota rica que se uniu aos Jetman para fugir dos dias monótonos que passava. Desde que seus pais se mudaram para Nova York, fica aos cuidados de seu mordomo Jiiya. Para mim Kaori é muito delicada, ela desiste fácil das coisas, e isso a faz ser muito mimada, o que me deixou meio frustado com ela. Mas, aos poucos está atitude de ser muito mimada vai desaparecendo e se tornando uma guerra que faz jus a sua cor é uma boa guerreira nada mais que isso.


* Raita Ouishi : Amante da natureza e um bondoso fazendeiro adora plantar e colher seus vegetais, detesta Vyram pela a destruição da natureza, consegue arremessar pedras que nem pluma, e tem um porte físico descomunal. Raita é o personagem comédia da turma, apesar de começo ser meio desengonçado ele aprende rápido as coisas ( diferente de Kaori )enfim...um personagem muito bacana.


* Ako Hayasaka : Estudante e sempre alegre e extrovertida, tem a intensão de se casar com um cara rico. Inicialmente só se juntou ao jetman com o objetivo de ganhar 1.800 ienes, mas, ao lutar pela a primeira vez, despertou o seu senso de justiça fazendo lutar como ninguém. Ako tornou-se uma artista de sucesso. Ako é uma das minhas guerreiras favoritas, é realmente impossível você não gostar dela, nunca tinha visto uma guerreira deste estilo, me atraiu logo de começo. Apesar de ser um pouco mercenária, ela faz seu papel muito bem. E por Jetman ser um pentágono amoroso (Maria-Ryu-Kaori-Raita-Gai). Um certo tempo a série vai ficando saturada e é ai que entra a Ako, ela veio para trazer um ar de alivio para quem quer fugir do pentágono amoroso. Mas ela não se envolveu nesse pentágono amoroso.


Gai Yuuki : Um lobó solitário, encrenqueiro e que adora tocar Jazz. No começo, brigava muito com o Ryu, mas com o passar da série eles foram se tornado amigos. Seus interesses são tocar saxofone, motocicletas e garotas. Típico anti-herói. Gai é um personagem sensacional seu jeito de lobo solitário e mulherengo já deixa a sua atuação marcante, apesar de sempre ser rejeitado por Kaori. Foi por causa dela que Gai viu um modo diferente de ver a vida encontrando um grande amor. E confesso que fiquei emocionado ao ver a sua morte. 


No inicio da série, os 4 integrantes já reunidos passaram por um treinamento militar bem rigoroso, aprendem a manusear os Jet Machines. Cada integrante ganha um símbolo respectivamente considerando um pássaro terrestre que são eles : Falcão ( Ryu ), Cisne ( Kaori ), Coruja ( Raita ), Andorinha ( Ako ) e Condor ( Gai ). Apesar de inicio a equipe não ser tão unida e ter muitas desavenças, eles conseguem derrotar os monstros de Vyram, até que Ryu reconhece a vilã (Maria) que na verdade, é a sua namorada (Rie). E como tudo neste sentai as coisas vai piorando a Kaori se apaixona cegamente por Ryu e ela faz de tudo para tirar Maria (Rie) da cabeça de Ryu. E ainda por cima, Raita e Gai se apaixonam por Kaori. Ao contrário de Ryu, Raita e Gai se empenham para conquistar Kaori . E é assim que passamos a série toda neste ritmo pentágono amoroso (Maria-Ryu-Kaori-Raita-Gai). 




 Os Vilões de Vyram são formados por eles :  Grey, Radiguet, Maria e Tran ( que mais para frente se tornaria Traza ) o que me chamou muito a atenção foi ver a individualidade destes vilões que nunca tinha visto antes, mesmo todos tendo a mesma mentalidade de destruir os Jetman eles procuram o bem de si mesmo e o mais importante, se tornar imperador de Vyram, que é a maior missão destes vilões. Isso destaca muito estes ótimos vilões e vamos falar um pouco deles : 


* Grey : É um androide que possui sentimentos humanos e ele tem uma preferência como por exemplo : gosta de ouvir boas música ( ele é chegado a música clássica ) degustar um bom vinho e fumar. Além disso Grey é apaixonado por Maria (mais um apaixonado, por esta mulher ela é feita de ouro, só pode) seu combate com Black Condor foi uma das lutas mais emocionantes que vi, e teve uma morte honrosa, na qual ao invés de explodir, ele simplesmente para de funcionar. Além de  Grey ter um grande confronto com Gai, eles tem personalidades parecidas e reparei um certo respeito mútuo entre os dois. Realmente um vilão sensacional.


* Radiguet : Olha vou falar uma coisa para vocês caros leitores, eu nunca vi um cara tão (me desculpe a palavra que irei colocar a seguir) filha da mãe que nem este Radiguet, este cara foi um pé no saco dos Jetman, mas é um dos vilões que eu soube admirar, foi um vilão que teve uma estrategia magnifica contra os Jetman e contra os seus ''companheiros'' o seu ódio foi demonstrado quando Tranza o derrota e o faz de servo. No que deu a Radiguet a absorver o poder de Verônica (Robô Gigante feito pelo o Traza) graças a este poder absorvido que ele conseguiu derrotou Traza. Mas chegando bem perto do final da série, antes de Rie ( Maria ) morrer, ela faz uma ferida nas costas de Radiguet (está ferida seria impontante para derrota-lo pois sem esta ferida não sei se os Jetman conseguiam derrotar o Radiguet.) Com está ferida importante, Radiguet tem a ideia de se unir com o castelo de Vyram, para proteger o seu ponto fraco. Radiguet foi um vilão persistente e muito frio, um dos meus vilões favoritos. 


* Maria : Como todos nós sabemos Maria ( Rie ) era a namorada de Ryu, e ela também fazia parte da Sky Force tendo o codinome W3. Rie foi transformada em Maria quando houve a invasão de Vyram na base Sky Force, tendo suas memórias apagadas. Ryu por sua vez tenta sempre relembrar a memória de Maria, que em alguns episódios, até consegue lembrar mas rapidamente esquece. Posteriormente Radiguet convence a Maria a lutar ao seu lado e o transforma em um ser vampírico por uma estrela-do-mar que foi criada a partir do sangue de Radiguet. Como Maria feriu Radiguet, Radiguet não o perdoa e a fere mortalmente, vindo morrer nos braços de Grey à beira-mar e foi neste momento triste dela que ela recupera a sua memória e sua última palavra foi Ryu. Para mim a morte de Maria ou Rie (como preferirem) foi uma morte justa, pois ela não teria como se salvar ou ela seria morta pelos os Jetman, tendo com sua forma de monstro, ou morreria pelo o Radiguet então foi uma forma de Radiguet de se livrar dela, meio que por vingança ( como aconteceu ). Foi uma ótima vilã.


* Tran : É o membro mais novo de Vyram, ele ataca a humanidade mais para se divertir. Se revoltou quando Maria, Grey e Radiguet o pouparam de uma luta contra os jetman, justamente por não ser adulto e forte como eles. Isso o fez a ele sofrer uma metamorfose que acelerou o seu processo de crescimento, no que resultou a se transformar em Traza.


Com sua forma adulta, Tranza possuiu um forte poder de telecinesia no que levou a ser o imperador de Vyram, e como tudo tem sua reviravolta ele humilha Radiguet, Maria e Grey e faz Radiguet ficar de joelhos, com base no Robô, Jet Garuda, ele cria um gigantesco robô chamado de Verônica. Posteriormente Traza é vencido por Radiguet e foi obrigado a falar a palavra '' IMPERADOR RADIGUET '' e foi condenado a ficar preso a uma cadeira de rodas em sua forma humana, com seu sistema nervoso completamente destruído. Tranza foi um vilão formidável mas ficou de salto alto se achando o rei da cocada preta, mas não é para menos, pela a humilhação que sofreu, deu muito trabalho aos Jetman. Tranza subestimou Radiguet e foi neste erro que lhe cedeu a destruição do seu sistema nervoso. 




Como todos sabemos, Jetman é importante pelos os japoneses, e sua audiência foi de 7,1% em média, mas não está entre as maiores do gênero. Porém foram as qualidades da série que lhe renderam uma grande sobrevida, sendo lembrada até hoje com um entusiasmo. Mas foi um passo importante para este sucesso, mas pera ai Vinícius, audiência não garante um sucesso de uma série ? por um lado sim, garante e muito mas tem outra coisa que é importante é a venda de produtos para ser mais especifico '' BRINQUEDOS. '' Segue abaixo alguns produtos de Jetman : ( Imagens tiradas da internet ).









Qualquer produção, seja série ou desenho animado que fez um enorme sucesso, tem um ótimo mercado de brinquedos, e não foi diferente com Jetman com todo o seu investimento, rendeu um ótimo retorno financeiro para a produtora ( que é a TOEI ) e o que Jetman proporcionou chamou a atenção da Bandai que também ganhou um ótimo dinheiro, só com os robôs de Jetman teve ( Jet Ícarus, Jet Garuda, Great Ícarus e o Tetra Boy ) olha só o que podia vender Jetman, fora as suas armas e carrinhos que vendia como água. Ótimo foi para os fãs que por outro lado, aumentava as suas coleções. 
Uma característica a mais que Jetman teve, foi o último trabalho do Kazuo Niibori como suit-actor (Dublê).
Kazuo Niibori também conhecido como '' Red Guy ''  antes de entrar nas roupas dos Red's, também foi dublê das séries Kamen Rider's de Ichigo a Amazon. Kazuo foi o primeiro de uma linhagem de 14 Red's terminando em Jetman ( 1991 ). Ele também fundou a escola de dublês, Red Action Club na qual é diretor.
As vestimentas de Jetman foi totalmente inspirado no anime Gatchaman um dos desenhos mais populares da década de 70. 

Gatchaman foi muito popular nos anos 70,  sendo um dos animes mais influentes e mais cultuados e até é dito como uma das animações mais importantes de todos os tempos.


Até os vídeo-games não se renderam aos Jetman, e Jetman teve seu único jogo lançado para o console Nes\Famicon (Nintendinho). O jogo é simples e muito fácil de se jogar, tem o mesmo estilo do jogo Ninja Gaiden quem já jogou o jogo vai pegar o jeito rapidinho. Você encontra este jogo fácil pela a internet. Veja mais imagens do jogo abaixo : (Imagens tiradas da internet.) 




Jetman também teve um mangá, lançado em 1996, a história se passa dois anos após a batalha final dos heróis na série, e conta sobre um retorno de uma ameça obscura. Neste mangá surgiu um novo membro chamado Green Eagle substituindo o Black Condor.Vale lembrar que você deve assistir a série primeiro para depois ler o mangá. Então quem gosta da série deve ler este mangá é uma pena que está todo em inglês mas você contra este mangá facilmente na internet. Também ouve três livros de Jetman para o público adulto, que se permitiu explorar a sexualidade entre os personagens e ir ao fundo nos relacionamentos entre eles. Lançado pelo o selo Tokuma Quest Bunko ( editora Shogakukan ), o romance foi escrito pelo o Toshiki Inoe, e as capas ilustradas por KeitaAmemiya. Segue imagens da obra : (Imagens tiradas da internet.)







Como toda série, Jetman tem os seus defeitos mas tem muitas qualidades. Jetman para nós é um prato cheio, possui boas cenas de ação, efeitos especias impecáveis e sem contar com uma história rica e cheio de drama. Os monstros de Jetman tem um visual bem infantil (não digo todos mais alguns são). Também temos um herói que cativa a todos que é o Gai, um anti-herói, que fuma, bebe, toca saxofone, arrogante e etc....e um péssimo exemplo para as crianças (Risos). Mas mesmo ele sendo deste jeito, ele quebrou o padrão dos heróis e isso o torna facilmente um dos heróis mais queridos do povo brasileiro. Outra personagem que é um divisor de águas para está série foi a Ako, como falei a cima, ela é quem quebra este pentágono amoroso. ( cinco são os heróis ) a série vai ficando muito cansativa com estes personagens, e ai que entra a Ako para dar aquele '' alívio '' para quem quer fugir deste quadrado amoroso. Indo para 1990, (Fiveman) bem antes as séries já tinham ótimas cenas de luta e de efeitos especias e Jetman veio para dar um salto a mais neste setor, e o que chama mais a atenção é os personagens voarem durante as lutas, isso deu uma dinâmica a mais nas cenas de luta. Tivemos também a rixa entra os vilões e está rixa, agradou e muito a nós brasileiros. Sem contar na luta épica entre Condor e Grey que foi um dos momentos mais fantásticos nesta série, dois guerreiros que manteve o respeito entre eles. E posso dizer que não teve vencedor e nem perdedor. Então foi nestes quesitos que o público brasileiro se amarrou em ver.


As canções de Jetman, são um espetáculo a parte, embalam as aventuras dos nossos heróis, para quem gosta de reparar nas trilhas sonoras de séries de tokusatsu, vale a pena ouvir a canção de encerramento (Kokoro Wa Tamago ) uma canção leve e que te passa uma mensagem consistente e positiva. Sem contar com as músicas de fundo, o roteiro de Jetman deixa os personagens sem liberdade, pois passam a série toda preso em seus sentimentos. Conflitos entre os membros e as lutas que da um ar de fugir de seus defeitos , me deram a conclusão de que o maior adversário são eles mesmos. Mas isso é passageiro, quando nossos heróis crescem não a inimigos que os segurem. A canção de abertura vendeu mais de meio milhão de cópias e é um dos maiores hits da carreira de Hironobu Kageyama até hoje. Segue abaixo o show (Super Hero Spirits 2000 e o grande cantor Hironobu Kageyama cantando o tema de encerramento).


A abertura de Jetman foi composta pelo o (Goji Tsuno) e o encerramento pelo o (Koji Tsuno). Infelizmente não achei imagens dos compositores.


Citar um episódio marcante em Jetman é algo bem complexo, á muitos episódios bons, mas o que me mais me chamou a atenção foi o episódio 42 ( Durma no meu colo ) foi um episódio que eu soube o que é o real motivo de uma pessoa desprezar a outra, neste caso foi um desprezo entre robôs, de Grey para G-2, (apesar de Grey o ter o salvado dando uma parte de sua bateria a G-2). Tranza cria um protótipo de um robô para auxiliar ele em suas batalhas contra Jetman, mas ao concluir o seu projeto, ele vê que algo saiu errado, ele vê que não criou uma máquina que só lute, e sim uma máquina que tem sentimentos. Afinal já vimos em muitos tokusatsus vilões e monstros que se redimem, em Jetman não é diferente, em muitos momentos deste episódio você verá G-2 seguindo Grey, mas não sabendo o propósito dele seguir Grey.


Concluindo tudo que vi neste episódio, e analisando, percebi que o real motivo de G-2 seguir Grey foi o motivo de dizer apenas uma palavra ( Obrigado ) Grey o desprezou tanto que G-2 ainda tentou ajuda-ló quando Maria (Rie) cai do precipício ( a imagem está acima. G-2 carregando Maria em suas costas ), E mesmo assim ele não foi útil para Grey, mas em outro lado da moeda, vi também um Grey bem preocupado e protetor com Maria, apesar de ele não assumir seu amor por Maria (Rie). Apenas um gesto de gratidão poderia mudar está história, afinal, G-2 morre sem ter dito um obrigado a Grey.


O conflito que estes vilões de Jetman tiveram, eu nunca tinha visto antes em nenhuma outra série. A alta dose de drama nos episódios de Jetman nos rendeu a sequências interessantes para este belo sentai. Um destes conflitos eu destaco o episódio 17-18 na qual Radiguet é deposto de Vyram por Juzza, ( Juzza era a ex-imperatriz de Vyram que estava adormecida em um cometa da dimensão da terra). Radiguet é transformado em humano e ficando sem memórias, o que faz com que partes de sua personalidade nunca antes mostrada ficassem latentes ( para ser mais exato ele fica bonzinho.......só que não) : ele salva uma garota da morte que tinha uma doença desconhecida e incurável, nem os médicos sabiam como cura-la. Então ao toca-lá Radiguet lança uma estranha magia que a salva de sua morte. Essa tendência de trazer vilões bonzinhos, não ficou restrito aos quatro grandes vilões de Vyram. 


Caso a parte entre os vilões, temos o Dryer Jigen ou melhor mostro secador de cabelos antes pensava em fazer maldades para cumprir sua ''função'', mas os Jetman consegue trazê-lo para o bem sem usar a força. Depois de ele virar bonzinho ele consegue arrumar um emprego em um salão de cabeleireiro.


Um problema que acontecia em muitos outros Super Sentais antes de Jetman, era a participação de robôs, em minha opinião não gostava, na maioria das vezes atrapalhava o contexto da premissa criativa do episódio, mas em Jetman isso é diferente. A presença do robô  é bem colocada e se a presença dele não for necessária ele é cortado. O seriado apresenta quatro robôs em seu acervo : (Tetra Boy, Jet Icarus, Jet Garuda e Great Icarus). Outro ponto importante a considerar, é que os robôs foram os principais atrativos para a criançada, só que na maioria das vezes, os robôs são trocados por ocasiões de drama e romance.   



Jetman preparou diversas surpresas para os expectador. Uma das cenas mais representativas da série, foi quando Ryu abraça Maria (Rie) e diz que ela mesmo sendo inimiga, ele vai lutar exclusivamente pelo o amor. Está cena se repete nos episódios finais de Jetman.....só que diferente, é selado um beijo que Ryu dá em Maria (Rie), no que faz Ryu ter fortes lembranças de seu passado com Maria(Rie). Este episódio foi um divisor de águas para o final da série. Após a morte de Rie, Ryu fica afetado com a perda de sua amada, e resolve lutar mano a mano com Vyram, ou melhor lutar sozinho. Mas tem a ajuda dos seus companheiros e inclusive a ajuda da comandante que aparece de última hora pilotando o Jet-Garuda para a batalha final contra Radiguet.


A morte do personagem mais cativante e interessante da história, foi um baque para quem assistiu a série, seja criança ou adulto. É possível interpretar como uma crítica dos redatores a quem assistiu a série. Gai acaba de comprar um presente de casamento para Ryu e Kaori, quando um trombadinha    rouba a bolsa de uma senhora que estava na rua. Vendo isto, Gai vai atrás do tal ladrão e lhe toma a bolsa, mas o pior acontece : o bandido tinha em mãos uma faca e portanto fura a barriga de Gai. Com as ultimas forças que lhe resta, Condor vai até um banco e troca algumas palavras com Ryu, falando sobre a importância de tudo o que passaram juntos. Gai morre com um sorriso no rosto e vê Ryu e Kaori e outros tirando fotos. A morte de Gai se deu exatamente por aqueles que assistiram 51 episódios defendendo o herói ou simplesmente porque gostava dele : não adianta temer ou tentar se proteger de forças sobrenaturais, se o maior perigo que o ser humano enfrenta é ele mesmo.


Concluindo tudo, a repercussão da série e de seu final, mexeu com os ânimos de fãs por todas as partes do mundo, todos que acompanharam as aventuras dos nosso heróis voadores sabem que o drama e os conflitos de personalidade passam apenas por grandes lições. Isto é muito bem visto nos episódios em que foca Ryu e Gai. Com personalidades tão distintas que até se rixam em pedirem bebida, percebesse que o protagonismo é bem dividido entre os dois, eles representam bem as distintas personalidades entre o povo japonês. Um mais relaxado e outro mais explosivo. Jetman também tem a característica de fácil identificação com os personagens sejam eles heróis ou vilões. A composição dos monstros até o meio da série era baseado em eletrodomésticos, que é até interessante, mas que fica um pouco previsível após alguns episódios. Também vi muitos monstros interessantes serem descartados rapidamente, mais provavelmente devido a dinâmica do mercado de brinquedos.

    
Para encerrar está matéria com chave de ouro, vamos ver algumas opiniões de alguns fãs de tokusatsu sobre a série.







Bom pessoal é isso, espero que tenham gostado da matéria e deixem seu comentário ai pra gente, pois é muito bacana interagir com os fãs de tokusatsu. Um forte abraço e até mais.