This is default featured slide 1 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 2 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 3 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 4 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

This is default featured slide 5 title

Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these sentences with your own descriptions.This theme is Bloggerized by Lasantha Bandara - Premiumbloggertemplates.com.

Papo com Tokufã Especial De Natal: Com Goggle Red do Blog Henshin World


Olá galera!! mês de Dezembro terminando,um bom momento para confraternizarmos e agregar ainda mais os laços de amizade.
Falando em amizade;o nosso Blog tem a honra e o orgulho de trazer para o Papo com Tokufã de hoje um amigo pessoal e muito especial.
O amigo Goggle Red do Blog HENSHIN WORLD. Um dos amigos valorosos no universo tokusatsu que sempre nos emociona em todos os aspectos e sentidos ao abordar sobre o mundo nipônico que mais amamos. Uma das refêrencias ao Blog Tokuforce que está engatinhando,assim como outros parceiros de longa estrada como o blog Tatisatsu da amiga Taty de Souza. Vamos bater um paco com ele? Confira:
(Nick e personagem usado pelo nosso amigo na internet e nas redes sociais)

Conte-nos sobre como teve inicio sua história com o universo tokusatsus.

Minha primeira experiência com tokusatsu foi o Jaspion, vindo logo atrás dele boa parte da turma de heróis japoneses exibidos na TV brasileira, naquela inesquecível passagem da década de 80 para a de 90. Tenho muito orgulho de ter sido parte daquela geração. Lembro dessa época com muito carinho. As experiências que vivi nela, com certeza, foram determinantes para mim ser o tokufã que sou hoje.
Você possui alguma coleção relacionada ao tokusatsu?

Bem difícil colecionar algo relacionado a tokusatsu no Brasil, não é? A única coisa que ando tentando colecionar atualmente são matérias de jornais e revistas de épocas antigas, que abordavam o tokusatsu de uma maneira bem diferente de hoje, e que, vez ou outra, também me ajudam nas minhas próprias matérias.

Por qual motivo foi a escolha do nome Goggle Red para seu perfil na tokunet, nas redes sociais e o que este personagem representa para você?
Ah, é uma história engraçada! Goggle V não é exatamente a minha série favorita, e sim a que eu mais tenho afinidade, intimidade. O meu nome real é extremamente incomum entre os homens brasileiros, difícil de ser compreendido, lembrado. E como eu já vinha com uma certa vontade de me associar com a série do coração... uni o útil ao agradável.
O personagem Goggle Red significa pouco para mim. Meu Red favorito é o Jan, de Gekiranger. E mesmo na equipe ele passa longe do meu guerreiro preferido, que é o Goggle Yellow. Acontece que eu não escolhi o Yellow para nick porque muitos poderiam pensar que eu sou gordinho, quando na realidade sou magro pra caramba, rs! Essa escolha foi mais por falta de opção.
Em 2012 quais foram os melhores movies de tokusatsus na sua opinião?
O do Gyaban. Apesar de ter sido muito fiel aos conceitos originais, serviu para fazer os fãs vislumbrarem ao menos um pouco do estágio em que os Metal Heroes estariam caso ainda fossem produzidos em série. E o Super Hero Taisen 2012, que salvo decepções foi ótimo no âmbito das reconstruções.

Ainda em 2012 qual série você considera a melhor do ano?

Gobusters teve um início surpreendente. O primeiro episódio então, foi monstruoso! Uma pena que tenha fraquejado tanto do 30º para frente.

Akibaranger: exibido paralelamente com os Super Sentais: surpreendeu durante a exibição de Gokaiger e se consagrou durante a exibição de Gobusters?

Para mim foi uma surpresa! Nunca poderia imaginar que uma série cômica ia conquistar tanta gente daqui, já que a tendência é sempre malhar com esse tipo de produção. Isso é consagração, sem dúvida. Ainda que minha opinião de Akibaranger seja a mais neutra possível, acredito que o tipo de humor dele soou bem diferenciado para o público.

Em todos os movies de Kamen Riders ou quando eles se reuniram em alguma série Rider, qual foi o encontro mais emocionante para você?

Sem sombra de dúvida, o encontro dos nove primeiros Heisei com o Kamen Rider ZX, no filme homônimo de 1984. Um encontro milagroso, fantástico! O próprio protagonista Ryo Murasame é o mais carismático alter-ego de um Rider que eu já vi. Depois de ver o filme, instantaneamente virei muito fã do Shun Sugata, ator que o interpretou de uma forma mágica, cheio de gana, expressão corporal. Esse filme, além de ter sido um oceano de emoção para mim, ainda foi fundamental para me formar o tokufã no nível que sou hoje.

Nas séries Sentais qual os 5 esquadrões que mais te chamam a atenção? Fale um pouco sobre sua escolha.

Falar de Goggle V aqui seria uma resposta um tanto óbvia para o meu caso. Mas, como eu disse antes, é uma série cujo grau de intimidade que cultivo não me deixaria à vontade para falar sobre ela de um modo analítico. Seria um caso em que argumento nenhum faria sentido, diante da força do sentimento, por isso prefiro nem considerá-lo aqui.
Posso destacar_ até acima dos outros_ Maskman, por sua história maravilhosa, pela confiança entre Takeru e Chefe Sugata, pelo Akira (que é meu guerreiro Sentai favorito entre todos que já existiram), e por estar diretamente ligado à época em que eu decidi voltar a trabalhar pelos tokus. Por esse último motivo eu também destaco Timeranger, que junto de GoGo V (outro destaque meu) tem uma das atmosferas mais fascinantes que eu já presenciei no gênero. Sinto um tremendo bem estar quando assisto a ambos.
Citaria ainda Battle Fever J, revolucionário em conceitos, e onde até os segundos mais insignificantes de cada episódio transbordam sentimento, são intensos, te fazem refletir de um modo profundo. Costumo dizer que o fã não deve assistir Battle Fever, e sim vivenciá-lo, procurar participar daquilo tudo que surge a sua frente. E por último Liveman, um Sentai muito completo, que fala, explica e conta muita história em poucos episódios. Além de ter contribuído muito com os esquadrões de hoje no aspecto visual, Liveman ainda procurou inovar nas trilhas sonoras_ seu encerramento foi o primeiro a utilizar música eletrônica, e depois dele só Go Onger faria igual.

Você sempre nos brinda no seu blog e na sua Fan Page do Henshin World com as datas de aniversário dos artista famosos do tokusatsus. Como é para você fazer esse trabalho tão legal?
Tanto o blog quanto a Fan Page do Henshin World possuem algumas seções fixas, além das postagens de tema livre. No blog, atualmente nós temos os reviews, os Top 5, as estreias e os perfis. Na Fan Page, além da seção de aniversários, ainda há o Momento Saudade e as divulgações de sites, blogs e fansubs dos colegas e parceiros. Eu gosto de fazer todas essas coisas, principalmente porque é através delas que eu encontro o meu espaço para fazer algo pelos tokus. Mas claro que também tem o lado cansativo. Existe postagens que eu passo meses juntando material, correndo atrás daquela imagem específica, editando tudo, revisando textos, às vezes montando um vídeo, para complementar. Na Fan Page a carga é um pouco menos pesada, apesar de que já houve casos em que eu gastei até quatro horas editando uma imagem para uma postagem de lá.
Eu sei que existe o risco de muitas postagens passarem batidas, mesmo fazendo tudo isso, mas enquanto eu tiver disposição para fazer, será desse jeito. Eu até gosto de divulgar meu trabalho, mas sempre com muita ética e moderação. Sempre vejo muitas Fan Pages, blogs e até míseros grupos lá no Facebook que, na sede implacável de divulgarem a si mesmos, fazem o diabo e tratam os outros colegas como se fossem apenas concorrentes de castas inferiores. Acho que, se a pessoa divulga o que ela faz também pode muito bem divulgar o trabalho de um colega, abraçá-lo como parceiro, dar os devidos créditos e, acima de tudo, respeitar a liberdade de escolha de todos os demais. Gerentes de qualquer mídia precisam ter plena consciência dessa liberdade que as pessoas têm, seja para curtir páginas, ler blogs ou entrar e se manter em grupos. Fazerem tudo isso só se realmente quiserem. No meu modo de trabalhar com o Henshin World, eu jamais teria coragem de impor nada a ninguém, de ser deselegante a esse ponto. É algo que eu sempre procuro observar em meus atos relacionados à meu trabalho.
Conte a história de como nasceu os projetos do Henshin World na Tokunet. Você tinha alguma outra atividade sobre tokusatsus antes dela?
O Henshin World nasceu da grande vontade que eu tinha em poder retribuir tudo que o tokusatsu me deu ao longo da vida. A energia positiva, a sede de lutar e vencer, a confiança de que você pode derrotar suas adversidades. Antes do blog, eu visitava sites que ainda admiro até hoje, como o Tokufriends, e via todo aquele pessoal interagindo, debatendo, etc. Através daquilo, eu lembro que sonhava em um dia conhecer uma turma legal, em que eu pudesse estar no meio, para trocarmos ideias sobre tokus. Enfim, queria ter meu espaço na Tokunet.
O blog foi criado em 2009, mas dessa época sobraram poucos registros, porque eu não conhecia tantas séries de tokusatsu como fui conhecer depois, e minha opiniões não eram como são hoje. Por isso que eu considero 18 de novembro de 2011 como a verdadeira data de nascimento do blog. A partir daí eu passei a acompanhar de tudo, e isso ampliou minha argumentação, o que me permitiu fazer um trabalho que me deixasse bem mais satisfeito do que antes. Como consequência desse crescimento, surgiram depois o meu canal de vídeos no Dailymotion e a Fan Page no Facebook. Lembro que eu relutei em criar a Fan Page, porque para mim o Facebook_ apesar da projeção que tem hoje_ nunca foi uma mídia de extrema importância. Mesmo assim, acabou sendo vantajoso depois do critério que eu estabeleci, que é usar a Fan Page para as notícias de momento, opiniões mais rasas, divulgações de colegas, etc, deixando as matérias e postagens de maior complexidade para o blog. Ou seja, hoje a Fan Page representa a parte leve do Henshin World, enquanto que o blog fica com o material denso.
Por causa da praticidade, a Fan Page é atualizada quase todo dia. O número de pessoas que a seguem também acabou sendo muito maior do que eu esperava. Tanto que, para suprir a demanda, hoje eu tenho por lá o meu amigo Marcos Lima, que graças a Deus aceitou meu convite e é o responsável pelos posts relacionados ao gênero Ultraman.

Kamen Rider Gaim e Ultraman Ginga. À primeira vista, o que podemos esperar dessas novas séries tokusatsus?

Gaim começou muito bem. Logo no primeiro episódio trouxe dois focos de mistério de grande potencial, que se forem bem trabalhados podem se prolongar por boa parte da série_ ainda que essas coisas dependam do humor dos roteiristas. A pior coisa seria eles destruírem esses focos em dois ou três episódios, revelando todo o segredo por trás da Corporação Iggdrasil e da sósia da Mai. Isso me faria acompanhar o restante da trama com uma empolgação muito menor do que no início. Acho que muito do sucesso que Gaim fará se baseia nesses segredos. Se eles forem mantidos por pelo menos uns 40 episódios, a chance de superar Wizard (com folga) será grande.
Sobre Ultraman Ginga, como já temos aí vários episódios disponíveis_ inclusive, toda a primeira etapa do seriado já foi concluída_, a minha fala nem é mais de expectativa, e sim de confirmação. É uma série que busca inovar legal e que consegue bem isso_ ainda que não tenha as aspirações revolucionárias de um Ultraman Zero_ e para mim está agradando muitíssimo mesmo. Estou gostando muito dos personagens. Hikaru, o protagonista, que não tem aquela pose de "bonzão" de muitos outros Ultras, foi um dos que mais me afeiçoei. Achei ele um cara legal principalmente porque age sempre guiado pelo coração, dá muito valor para o sonho de todos à volta dele. Gosto também da Misuzu, uma heroína bem espontânea, bonita, bem como eu curto também. Já o Ichijou é um antagonista interessantíssimo. Acho que só os fãs mais conservadores do gênero que podem vir a não gostar desse Ultraman.

Com a Toei Lançando um canal pago chamado Toei Japan Channel nos EUA e a Saban garantindo as adaptações das séries japonesas até 2016, o que pode mudar no cenário tokusatsu, devido a esses fatos?

Para nós, infelizmente, não deverá mudar nada. Vejo isso como uma pequena troca de favores entre duas nações e só.

Quais os seus destaques nas seguintes categorias: Metal Heroes, Henshin Heroes e Ultraman?

De Metal Heroes, Jaspion é um caso à parte. Acho que a mesma coisa que eu disse sobre Goggle V lá na pergunta dos Sentais se aplica para ele também. Acredito que não só no meu ponto de vista, mas de muitos de nós, Jaspion trás uma emoção diferenciada. Prefiro deixá-lo quieto, na posição de hours-concours, e nem considerá-lo aqui. No lugar eu citaria Sharivan, que é arrebatador, em todos os aspectos. Mesmo outros Metal Heroes mais modernos que eu também gosto muito, caso de Janperson e Juukou B-Fighter, não podem superar o Sharivan. Janperson até chega perto dele_ sempre defendia as pessoas com o próprio corpo e tal, era bem determinado_, mas não dá para comparar, no fim das contas.
Henshin Heroes eu sempre penso no montão de tesouros que foram feitos na década de 70. Todos que experimentei até agora me envolveram bastante. Mas minha experiência mais forte com esse gênero até hoje_ e pessoalmente_ foi Patrine. Não vou nem dizer que ela é um destaque, porque se vê que é um seriado feito praticamente sem ambição nenhuma, enquanto que nos Henshins da década de 70 tudo era muito bem pensado, para cada detalhe parecer bem heroico, emocionante. Já no período recente, só vejo referências desse gênero nas séries da trilogia dos ChouSeiShin, porque de resto os Henshin Heroes vêm recebendo menos atenção do que deveriam.
E de Ultraman, pelo que vi até agora, meu top é o Ginga, pelo menos enquanto eu não puder realizar minha vontade de conhecer o Ultraman Dyna_ que de todos é o que a minha intuição mais me sugere. Ginga está demonstrando como mesmo em formato de série é possível quebrar um monte de tabus no gênero, manter a identidade básica de um Ultraman fazendo uma história leve e apostar sempre em lutas de alta qualidade.

Nas transições de Decade para W, para 000, etc, eles sempre aparecem ajudando em alguma situação o Rider que está terminando. Qual a mais legal na sua visão?
Essa passagem de bastão é uma das grandes conquistas positivas que o tokusatsu moderno trouxe para o gênero Kamen Rider. Quer dizer, quem estiver restrito a ser fã apenas dos Riders antigos não tem como tirar proveito dessa conquista. Riders Showa tinham por costume se encontrarem com seus antecessores em determinados momentos de suas séries para lutarem juntos, isso desde as épocas mais remotas_ e desde muito antes da série do Black RX, o que poucos fãs sabem. Mas, mesmo nesses casos, nunca houve o tom de sucessão que existe hoje, aquilo soava mais como um clima de cooperação.
Acho que de Decade para cá todas as transições foram marcantes. Só vejo como negativo o fato delas terem ocorrido em filmes. Para quem está fora do Japão e não tem acesso ao cinema, ao momento, é frustrante esperar pelo material. Quando o filme chega até nós, o Rider que lá aparece como novidade já é bem conhecido pela maioria daqui, que está acompanhando sua série.
Kamen Rider Wizard corrigiu esse defeito. Ao invés de dar uma ponta para o Gaim no filme "Wizard in Magic Land", o que era a aposta de muitos (minha, inclusive), criou um arco especial, por fora da trama mas que fosse incorporado a série, dando espaço para a estreia de Gaim e ainda servindo como ponte para o seriado sucessor. Resultado: recebemos os episódios em tempo, tal como foi no seriado inteiro, algo bem mais prático do que esperar por RAW de filme.
Pessoalmente, foi minha sucessão preferida, não só por isso, mas pela imensa qualidade que eu senti naquele arco, em muitos pontos superior à própria trama principal. Lembro que o episódio 52 foi de uma complexidade incomum para os padrões da Toei, o que me levou a fazer um post de destaque na Fan Page do Henshin World explicando a história para quem poderia vir a não entendê-la. Criaram um vilão extraordinário, o Amadan, que era também um receptáculo de todos os poderes malignos da Era Heisei. As palavras dele para o Nitou/ Kamen Rider Beast no último episódio me fizeram chorar muito, quando ele disse que os poderes de qualquer Kamen Rider são exatamente os mesmos dos vilões que eles combatem, dando até exemplos. Essa é a maior verdade por trás de um Kamen Rider, e algo que eu vivo repetindo para os colegas. Uma verdade cruel, mas que passa uma mensagem muito bonita: a de que qualquer pessoa pode transformar a maldade inerente e inalterável que há em todos nós em atos de bondade, em frutos positivos.

Deixe seu recado para o blog Tokuforce.

Para o blog Tokuforce eu desejo tudo de bom, que o trabalho do blog seja sempre reconhecido e que se multiplique cada vez mais. Quero que ele continue sendo uma ferramenta importante para o time dos que se dispõem a divulgar a cultura dos tokusatsus e que sempre esteja atuando em conjunto com os demais, na medida do possível. É isso que eu espero.

MENSAGEM BLOG AO LEITOR:
Desejo muita paz e realizações nesse Natal a todos que acompanham não só o Toku Force,mas também a todos os outros blogs que abordam o tokusatsus como ele merece. E a você leitor,muito obrigado pelas suas visitas e podem ter certeza que ano que vem o Blog virá com muitas novidades pra você.

Frases Toku Force #01- A voz do Tokusatsus

Esta é uma das sessões que serão fixas aqui no Blog. Vamos reviver não só as frases emocionantes que ouvimos nas séries Japonesas,como também ditas nas entrevistas de atores famosos do mundo Tokusatsus.A cada mês uma sessão com frases aleatórias serão postadas aqui de 15 em 15 dias.E esta é a primeira delas,espero que gostem..

"É isso,aquele é o meu caminho."
Da princesa Igan durante o surgimento de uma imagem no céu provocado pelo poder Aura

"Finalmente o segundo se tranformou em trevas,Agora o mundo subterrâneo e a terra
estão nas minhas mãos,sobre meu controle."

Do vilão Zeba no episódio final de Hikari Sentai Maskman


"No primeiro teste e desta vez também,
eu pensei apenas em mim.
Eu não pensei como fôssemos um grupo de cinco.
Então, finalmente eu descobri.
O número um da polícia especial é a equipe número um"
Azaka Ban/Dekared


"Você realmente não pertence ao nosso mundo"
Da vilã fuumin para princesa Igan,após a destruição causada pela decolagem do castelo subterrâneo


"Talvez nisso esteja guardado o segredo para derrubar Zeba"
Do personagem Red Mask sobre a esfera deixada pelo dragão Igan a princesa Ian.


"A juventude realmente é curta mas, vocês atuaram brilhante e arduamente mais do que ninguém".
Do chefe Sugata no episódio final de Hikari Sentai Maskman


"Na verdade eu mesmo tenho inveja do W,mas, como protagonista de Decade
o que eu devo fazer no final do filme é passar o bastão de forma convincente ao W.
Acho que Kamen Rider vem se tornando uma obra cada vez melhor graças a passagem de
bastão e ao ânimo elevado dos riders até o momento."

Do ator Masashiro Inoue sobre Kamem Rider W


"Shadow Moon ressucita depois de 20 anos.
Doei com afinco o coração e o sangue nesse papel"

Do ator Riyuchi Ooura novo intérprete do vilão.


"Os garotos em geral são criados vendo séries super sentai"
Da atriz Mikiho Niwa, a moune em goseiger,durante entrevista publicada na Newtype Magazine


"Eu mesmo estou muito ancioso com a estréia do filme,
Espero que todos estejam"

Do ator Tetsuo Kurata na coletiva de lançamento
de Kamen Rider Decade-All Rider vs Dai Shocker


"Um pai sempre deve manter a promessa que faz para um filho"
Do personagem Abare Red no movie Abaranger vs Dekaranger


"Minha mão esquerda é diferente das dos outros"

Do personagem Deka Break no movie dekaranger-Kodansha super vídeo


"Buba, Ahames.. vão se ver comigo.Vamos Change!"
Do personagem Change Dragon durante a batalha com o vilão Buba



Bem amigos,espero que tenham gostado da nossa sessão. Até a próxima!















Ultraman: Aplicativo dos Ultra Heisei é a novidade no Google Play!


A Tsuburaya lança o Hero Utra Live wallpaper, aplicativo gratuito que você pode adquirir no Google Play.






Vem desta vez com os Ultra Heisei:
Tiga, Dyna, Gaia, Nexus, Max, Mebius Se você der um duplo toque na tela, poderá mudar para o herói de cada papel de parede. Disponível para celulares e tablets com sistema Android

Baixe aqui:







https://play.google.com/store/apps/details?id=com.vtmmobile.lwp.app611

Top 10: As mais saudosas capas de HQs de tokusatsus publicadas no Brasil.

Inaugurando mais uma sessão aqui no blog moçada tokufã. Agora trazendo aum top 10 das capas mais legais dos gibis e publicações que viraram febre na década de 80-90 no Brasil.
uma volta completa ao tempo em que o os heróis da Tv marcaram a vida de muitas crianças e marmanjos até hoje.Nas postagens a seguir vamos apresentar algumas das capas de HQs relacionados ao tokusatsu.
então vamos lá?

10º Lugar:

E logo de cara trago esta que pra mim é uma das mais belas que já vi.Publicadas pela editora Ebal na década de 80,este número um traz o nosso querido personagem. Jiraiya o incrível ninja
.

9º Lugar:
No nono,lugar esta capa da edição 22 de As Aventuras Dos Trapalhões. Na arte do grande Marcelo Cassaro e publicada pela ed.Abril

8ºLugar:
O oitavo lugar está essa capa dos Changeman da editora EBAL que é uma revista com historinhas bem legais.

7ºLugar:
No sétimo lugar ficou a bela capa da revista HTV da editora abril com o crossover Changeman vs Maskman.

6ºLugar: No sexto lugar ficou com esta capa da editora Ebal,trazendo Jaspion e Changeman. Nela havia uma promoção ao qual você era
contemplado com LPs do saudoso grupo musical Trem da Alegria.

5º Lugar:
Esse exemplar é para Flashmaníaco nenhum botar defeito né querido tokufã?
No quinto lugar ficou esta capa dos Flashman. Uma revista de passatempo que era muito popular nas mãos da criançada.


4ºLugar:
Abrindo o quarto lugar essa capa que é uma das mais lindas da antiga Heróis da Tv,com o metal hero Spielvan.
O que chama a atenção além do lindo traço de Marcelo Cassaro são os desenhos de fundo que sem dúvida é um show á parte.


3ºLugar:
Chegou chegando mais uma raridade nesse top 10.. No terceiro lugar uma das capas mais maneiras da revista Heróis da Tv com os policiais do futuro Cybercops. E de quebra nesse exemplar vinha um belo calendário de 1993.


2ºLugar:
Sem dúvida o que mais marcou nas revistas da HTV eram essas capas com desenhos ao fundo..
No segundo lugar fica a cargo de Black Kamen Rider.uma raridade!


1º Lugar:
E no primeiríssimo lugar está o REI do tokusatsu no Brasil. Nada mais nada menos que O Fantástico Jaspion. Confesso que esta escolha foi difícil,devido ao fato de que o Herói da metaltex tem várias capas maravilhosas durante sua era no mundo das HQs.


Bônus: Merece sim estar nesse top 10 mas com tantas capas maravilhosas resolvi destacar aqui essa capa que recentemente foi reconhecida
internacionalmente por um dos sites mais populares do universo tokusatsus, o site Orends range.
Veja o que o site noticiou em sua página no Facebook:

"Brazilian comics, the only time you can see Speilvan, Kamen Rider BLACK and Maskman together."

Tradução:

"Quadrinhos brasileiros, a única vez que você pode ver Speilvan, Kamen Rider Black e Maskman juntos."


Veja essa capa no traço original
Foto: Marcelo Cassaro


Até o próximo top 10 moçada!!!